Sete características da Mesopotâmia

Escrito por john london | Traduzido por randhal wendel
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sete características da Mesopotâmia
A Mesopotâmia foi uma das primeiras civilizações do Mundo Antigo (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A Mesopotâmia existiu na planície de inundação entre dois rios, o Eufrates e o Tigre, como sugere o nome Mesopotâmia, derivado do grego antigo "entre dois rios". A Mesopotâmia existiu desde cerca de 5.000 a.C., o que se acredita ser a primeira evidência da cultura humana, e terminou com a ascensão dos persas aquemênidas, por volta de 1.500 a.C. Uma civilização culturalmente rica e diversificada cresceu por vários milhares de anos e foi moldada por muitos grupos étnicos.

Outras pessoas estão lendo

A cidade-estado

Por volta de 3.000 a.C., várias grandes cidades foram construídas na Mesopotâmia. Cada cidade tinha seu próprio rei e seu próprio Deus, e era uma cidade-estado independente. A falta de um governo centralizado significava que havia guerras frequentes entre os estados, e isso pode ter contribuído para a queda da Mesopotâmia.

Calendário

O calendário solar mesopotâmio tinha duas estações, verão e inverno. Cada Ano Novo começava na primeira lua crescente visível, após o equinócio de inverno. Astrônomos perspicazes, os mesopotâmios entendiam o modelo heliocêntrico do movimento planetário, sabendo que a Terra gira sobre seu próprio eixo e, por sua vez, gira em torno do sol.

Irrigação

A Mesopotâmia localizava-se em uma grande planície de inundação, e construiu um sistema extensivo de irrigação artificial que permitiu o cultivo de um excedente de alimentos. A Mesopotâmia contava com a inundação anual dos dois rios para sua fertilidade, mas o lodo tornou-se um obstáculo para seus sistemas de irrigação, que consistiam de centenas de canais que regavam as culturas.

Religião

A religião da Mesopotâmia era politeísta, ou seja, havia muitos deuses e deusas, bem como henoteísta, isto é, certos deuses eram vistos como superiores aos outros. No último período da Mesopotâmia, as pessoas começaram a classificar as divindades em ordem de importância. Cada deus tinha um sacerdote, um templo e um ritual tradicional, e havia centenas de templos espalhados ao longo de cada cidade.

Divisão social de classes e divisão de trabalho

Os estratos sociais da Mesopotâmia tinha três classes principais; funcionários do governo, nobres e sacerdotes estavam no topo; a segunda classe era composta por comerciantes, operários, artesãos e agricultores; na base estavam os prisioneiros de guerra e os escravos. Os plebeus eram considerados cidadãos livres e eram protegidos pela lei.

Arte

Os artefatos da Mesopotâmia refletiam o estilo de vida, os costumes e as crenças do povo, e geralmente eram feitos de pedra, conchas, alabastro e mármore. A civilização mesopotâmica inclui influências culturais dos sumérios, dos acadianos, dos assírios e dos babilônios, e a arte reflete isso.

Arquitetura

Os palácios da Mesopotâmia eram bastante decorados e continham móveis em marfim maciço. Os palácios serviam como instituições socioeconômicas e, em épocas posteriores, foram usados como armazéns, oficinas e santuários. Todos na Mesopotâmia viviam em uma casa, as quais eram menores para as pessoas mais pobres, e maiores, de dois andares, para os mais ricos. As casas eram construídas com tijolos de barro, gesso e madeira.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível