O que a sigla BMW significa?

Escrito por harry havemeyer | Traduzido por allisson ester de paiva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que a sigla BMW significa?
O BMW série 3 é responsável pela maior parte das vendas dos fabricantes de carros alemães (Digital Vision./Digital Vision/Getty Images)

BMW é um dos nomes mais bem estabelecidos na indústria automotiva. O logotipo é um dos mais bem reconhecidos do mundo, como citado pelo "New York Times". A marca também é uma das dez maiores fabricantes de carros por volume, produzindo 1,46 milhão de unidades em 2010.

Outras pessoas estão lendo

Significado e logotipo

BMW é uma abreviação para "Bayerische Motoren Werke", que pode ser traduzido como ''Fábrica de Motores da Baviera''. A empresa, com base em Munique, tem uma ligação forte com sua logo. Criado em 1917, o símbolo permanece sem mudanças significativas à sua parte central, apenas com pequenas revisões na letras ao redor dele. Uma propaganda de 1929 com o logotipo colocado próximo a um conjunto de hélices -- imitando o estilo do medalhão azul e branco da marca BMW -- geralmente era atribuído de forma errônea à origem do símbolo.

No início

A BMW começou suas operações em 1916 como uma fabricante de motores para aeronaves, mas estas operações cessaram devido ao Tratado de Versalhes. A BMW mudou o foco para motocicletas e seus motores, lançando o primeiro modelo, a R32, em 1923. Em 1928, a marca começou a produzir automóveis. A remilitarização da Alemanha em 1930 fez com que a BMW reiniciasse as operações para motores para aviões, enquanto ainda mantinha a produção de motocicletas e produção de veículos limitadas. A produção de aeronaves cessou após a Segunda Guerra Mundial, e a empresa então focou suas operações novamente em carros e motocicletas.

Enfrentando desordem econômica na década de 50, a marca pegou a onda dos carros econômicos e reequipou seus motores para motocicletas, para que pudessem caber no italiano Iso Isetta. Uma BMW revitalizada há pouco comprou a companhia Glas em 1966, e usou o design da correia dentada e eixo de comando que ela adquiriu como base para o modelo do ano de 2002, que lançou as bases para todos os veículos BMW modernos.

Convenções de nomenclatura

A introdução, em 1973, do BMW série 5 com chassis E12, iniciou uma convenção de nomenclatura estabelecida no raiar da década de 80, e que permanece intacta até hoje. O sistema de nomenclatura de 3 dígitos que a BMW inventou torna fácil, mesmo para o mais casual dos entusiastas, saber o tamanho do carro, faixa de preço, posição do motor e outros fatores. O primeiro dígito denota a classe do tamanho, com dígitos maiores indicando modelos maiores, enquanto o segundo e terceiro dígitos refletem a capacidade do motor em litros.

Por exemplo, uma BMW com o distintivo 535 no porta-malas é uma série 5, ou modelo intermediário da marca, com um motor 3,5 litros. A BMW também usa sufixos alfabéticos em alguns modelos para denotar uma opção especial de veículo. Entre os mais populares estão a letra "D", representando um motor a diesel, "X" para tração nas quatro rodas e "L" para entre-eixos longo. Qualquer BMW com um "M" em seu nome é parte da linha de veículos focada para performance da marca alemã, e possui um motor mais potente, freios fortes e suspensão mais rígida do que outros modelos.

Linhas de estilo

Famosos pelo estilo discreto, os carros da montadora permanecem distintos devido às linhas de estilo sutis que colocam a marca além da competição. As grades frontais bipartidas é provavelmente a linha de estilo mais notável que a marca utiliza em seus carros. A grade tradicional, dividida ao meio pelo capô do carro, dá uma presença frontal facilmente identificável.

O BMW 1961 1500 estreou com uma marca de estilo Teutônico por décadas -- o Hofmeister Kink. Este design foi nomeado assim em homenagem ao seu criador, Wilhelm Hofmeister. A palavra "Kink" se refere ao modo que o pilar C, o metal atrás do lado traseiro da janela, se volta em direção à frente do carro, ao invés de seguir o ângulo natural para trás. A BMW começou a usar quatro lanternas traseiras arredondadas no seu série 5 de 1973 e, em 1980, elas foram um acessório em todos os carros da marca. Os modelos atuais ainda incluem a grade frontal bipartida, Hofmeister Kink e quatro lanternas traseiras arredondadas -- usando design e estilo para fazer dos BMWs um dos automóveis mais reconhecidos nas estradas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível