O que significa a Crisma para a Igreja Católica

Escrito por mariana coutinho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que significa a Crisma para a Igreja Católica
A crisma é a confirmação do batizado (George Doyle/Valueline/Getty Images)

Para a Igreja Católica, crisma, ou confirmação, é um dos três sacramentos da iniciação cristã. Depois do batizado e da eucaristia, a crisma consiste no rito da unção, em que o fiel recebe um óleo sagrado. O terceiro sacramento é uma confirmação do primeiro e acredita-se que por meio dele, recebe-se o dom do Espírito Santo. Nesse momento, o crismado faz uma escolha e passa a ser um membro legítimo da Igreja Católica.

Outras pessoas estão lendo

A unção

O termo vem de "Cristo", que quer dizer "ungido", uma vez que a Igreja Católica o vê como um enviado de Deus. Crismar é o ato de ungir com óleo sagrado a fronte do fiel em um movimento de cruz. "Crisma" no feminino refere-se ao sacramento e no masculino ao óleo usado na unção. A segunda denominação, "Confirmação", faz referência à escolha que o católico faz. Ele confirma sua fé na Igreja e em sua doutrina. O óleo utilizado é composto de azeite e uma resina perfumada e é consagrado na Quinta-Feira Santa pelo bispo. Ele também pode ser usado para o batizado e na ordenação dos sacerdotes.

O que significa a Crisma para a Igreja Católica
A crisma consiste em um rito sagrado de unção (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

O efeito

O efeito da crisma é a efusão especial do Espírito Santo, assim como era outorgado aos apóstolos no Pentecostes. Os católicos acreditam que por meio desse sacramento, o fiel se fortalece e se aproxima de Deus, além de confirmar a sua fé e sua escolha em seguir a doutrina cristã pelo resto da vida. A crisma é vista como o sacramento da maturidade. Quando criança, o católico é batizado, mas só na idade adulta vai reforçar sua escolha pela Igreja por meio da confirmação.

O que significa a Crisma para a Igreja Católica
Na confirmação, o cristão recebe a efusão especial do Espírito Santo (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Quem pode ser crismado?

Pode receber o sacramento da crisma, qualquer católico a partir dos 14 anos que já tenha sido batizado e que, segundo a doutrina da Igreja, não esteja em pecado. Assim, se o fiel estiver impuro, ele deve primeiro "reconciliar-se com Deus" na confissão. O cristão que deseja ser crismado deve passar por um estágio de preparação, em que participa de encontros, atividades paroquiais e palestras promovidas pela Igreja.

O que significa a Crisma para a Igreja Católica
Antes de receber o crisma é preciso ser batizado (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Padrinho e Madrinha de Crisma

Para receber o sacramento, o cristão deve escolher um padrinho ou madrinha que vai acompanhá-lo durante a cerimônia. Essa pessoa deve ter mais de 16 anos, ser católica e ter recebido a Primeira Eucaristia. Os pais do crismado não podem desempenhar essa função. Se ele desejar que alguém de outra religião seja testemunha, deve escolher também um padrinho católico para acompanhar a unção do mesmo jeito.

O que significa a Crisma para a Igreja Católica
O padrinho ou madrinha deve ter mais 16 anos e ser católico (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível