Qual o significado da eficiência operacional?

Escrito por subha varadan | Traduzido por carlos nascimento
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Qual o significado da eficiência operacional?
Eficiência operacional (north america statistics image by michele goglio from Fotolia.com)

O atual ambiente competitivo no mundo dos negócios exige que as empresas apresentem produtos de qualidade a preços mais baixos, a fim de capturar parte do mercado. Globalmente, o comércio tornou-se mais integrado com as cadeias de abastecimento que cruzam várias nações. A ineficiência nessa cadeia e a drenagem interna de recursos, devido a processos ultrapassados, ​​afetam a rentabilidade de uma empresa. A eficiência operacional é, portanto, uma iniciativa fundamental de todo o sistema, que pode significar à empresa estar no mercado ou fechar.

Outras pessoas estão lendo

Definição

A eficiência operacional lida com a minimização de resíduos e a maximização das capacidades de recursos a fim de oferecer produtos e serviços de qualidade aos clientes. Ela está preocupada com a identificação dos processos inúteis e recursos que drenam a lucratividade da organização. Também está preocupada com a criação de novos processos de trabalho que melhoram a qualidade e a produtividade. Por exemplo, o processo de "Just-in-time JIT", que surgiu como resultado do foco na melhoria da eficiência operacional, reduzindo o estoque ao mínimo. O estoque de suprimentos em JIT é entregue apenas quando for necessário para um processo, portanto, eliminando os custos de manter o estoque.

Significado

Ao melhorar a eficiência operacional, obtém-se um impacto direto sobre as margens de lucro da empresa. Assumindo a qualidade geral como padrão, para que as empresas tenham lucro, elas têm que ou aumentar o preço do seu produto ou serviço, vender mais de seus produtos ou, ainda, reduzir os custos envolvidos na sua confecção. Os atos de elevar o preço de venda e aumentar a quota de mercado são inibidos pelo aumento da competitividade do mercado global. No entanto, a redução de custos é uma opção viável, porque o desperdício interno contribui para o seu aumento.

Estrutura organizacional

A estrutura organizacional, e os processos internos, afetam a eficiência operacional. Ela também é afetada pela cultura da empresa e a moral dos funcionários. As empresas que têm hierarquia muito rígidas, têm maior ineficiência, devido à duplicação de esforços. Várias estruturas governamentais sofrem deste tipo de estrutura organizacional. A comunicação em tais organizações tende a sofrer, levando a discrepância nas equipes ou departamentos, que passam a trabalhar para objetivos pessoais. Desta forma, existirá, em cada nível, uma acumulação sistemática de desperdício de recursos.

Rede de suprimentos

A cadeia de suprimentos de uma empresa individual, também afeta a sua eficiência operacional. Esta rede envolve fornecedores, distribuidores e consumidores, dos produtos e serviços da empresa. A eficiência operacional geral, só poderá ser melhorada quando essas ligações forem eficientes. Por exemplo, se um fornecedor não for confiável, logo, a empresa tem de lidar com o custo das oportunidades perdidas, a falta de qualidade, e clientes insatisfeitos. Portanto, a melhoria da eficiência operacional também deve envolver a melhoria do "valor da cadeia".

Métrica

As empresas utilizam várias técnicas para medir e avaliar a sua eficiência operacional. Aferir ou comparar e estudar suas operações, com o mais alto padrão industrial, é um dos métodos qualitativos utilizados. A análise quantitativa de operações da empresa, das demonstrações financeiras, do custo dos bens e pesquisas com os consumidores, são alguns dos métodos usados ​​para se obter dados estatísticos sobre a eficiência operacional.

Considerações

Melhorar a eficiência é um esforço de todo o sistema e a melhoria na eficiência operacional envolve a adoção de estruturas organizacionais flexíveis que permitam o fluxo da rede de informação. O foco é sobre as organizações horizontais e as estruturas de rede, e o envolvimento de outros agentes, como os fornecedores, distribuidores e clientes, na melhoria da cadeia de suprimentos, também se traduz em maior eficiência operacional. A adoção de processos estabelecidos, como o Six Sigma, e a gestão da qualidade total (TQM), é um outro caminho para melhorar esta eficiência. As empresas que adotam esses processos são capazes de acessar bases de análise predominantes, bem como investir pesado no treinamento dos funcionários, uma vez que funcionários qualificados e normas comuns contribuem para uma maior eficiência operacional.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível