×
Loading ...

Sinais de alerta para crianças com tendências suicidas

Atualizado em 17 abril, 2017

A depressão, o estresse ou o abuso podem fazer com que uma criança tenha pensamentos suicidas. Como crianças são frequentemente impulsivas, podem não planejar o suicídio, mas simplesmente reagir rapidamente se tiverem a oportunidade. Segundo o Centers for Disease Control and Prevention, o suicídio é a terceira principal causa de morte em adolescentes e abrange 12% das mortes adolescentes por ano. Aprenda os sinais de alerta do suicídio para ajudar seu filho a lidar com os problemas e evitar uma tragédia.

A depressão é uma das principais causas de suicídio em crianças (sad boy image by saied shahinkiya from Fotolia.com)

Mudanças

Se seu filho normalmente ia bem e gostava da escola mas de repente suas notas caírem e ele se recusa a ir às escola ou tem dificuldades para se concentrar nas aulas e nos deveres de casa, esse pode ser um sinal de alerta de depressão e possível suicídio. Seu filho pode se sentir desamparado, ganhar ou perder peso drasticamente, recusar-se a ajudar nas tarefas de casa, não se preocupar com a aparência ou higiene ou ter dificuldades para manter uma conversa normal. Ele pode começar a dormir o tempo todo ou talvez não consiga dormir de maneira nenhuma. As crianças frequentemente parecem estranhamente tristes e incapazes de falar sobre o motivo; os adolescentes tendem a se tornar agressivos, mal humorados ou irritados. Fale com os professores e amigos de seu filho para ver se eles perceberam as mesmas ou outras mudanças nele.

Loading...

Automutilação

Seu filho pode começar a se machucar de propósito. Se você perceber que ele se arranhou ou se cortou intencionalmente, começou a apresentar comportamentos arriscados, como pular de lugares altos ou correr para uma rua movimentada, ou a se interessar por venenos, comprimidos, facas ou armas, deve considerar um sinal de alerta e contatar seu pediatra imediatamente. Além disso, fique atento para o uso de drogas ou consumo de álcool; o abuso dessas substâncias pode aumentar o risco de suicídio.

Bilhetes e ameaças

Se seu filho diz coisas como "eu não quero viver", "todo mundo seria mais feliz sem mim" ou "eu vou me matar", leve-o a sério. Ele pode começar a desenvolver um plano para o suicídio. Trabalhos da escola, artesanatos ou passagens de seu diário devem ser monitorados à procura de temas suicidas, se você acha que a criança está deprimida. Se encontrar evidências de um plano ou um bilhete de suicídio, intervenha imediatamente. Outro sinal de alerta pode ser a criança falar sobre seu próprio funeral ou dar suas posses valiosas a outra pessoa.

Tentativas anteriores e acesso

Se seu filho tentar cometer suicídio, ele pode tentar de novo quando tiver uma oportunidade. Mantenha objetos perigosos, como comprimidos, armas, facas ou substâncias venenosas, fora do alcance da criança. Não a deixe sozinha até que ela tenha desenvolvido as habilidades necessárias para lidar com os problemas e que qualquer risco de suicídio tenha passado.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...