Sinais de alerta de que uma mulher foi abusada sexualmente por seu pai

Escrito por brenda scottsdale | Traduzido por natalia peres
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sinais de alerta de que uma mulher foi abusada sexualmente por seu pai
Sobreviventes de incesto de pai e filha podem apresentar um ou mais sinais de alerta (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Quando um pai abusa sexualmente de sua filha, a jornada dela para se recuperar será um longo e difícil processo. Uma mulher que passou por essa provação pode apresentar um ou mais sinais de alerta incluindo: distorção da imagem corporal, dissociação crônica, depressão crônica, auto-abuso e confusão de limites.

Outras pessoas estão lendo

Distorção da imagem corporal

Uma mulher sobrevivente de um incesto de pai e filha pode ter uma visão irreal do tamanho do seu corpo - acreditando que ela é muito menor ou maior do que é realmente. Distúrbios alimentares como anorexia ou bulimia também podem estar presentes. Ela pode tentar fingir que é muito nova, como quando mulheres de meia idade usam muitas roupas com personagens de desenhos animados ou, em contraste, quando uma mulher nova tenta parecer mais velha usando roupas largas ou muito conservadoras.

Sinais de alerta de que uma mulher foi abusada sexualmente por seu pai
Distorção da imagem corporal pode ser um sinal de alerta (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Dissociação crônica

Vítimas infantis de incesto de pai e filha tendem a se afastar da realidade como um modo de lidar com isso. Quando sob estresse, ela pode parecer que "não está realmente ali". Seus olhos podem estar desfocados e ela pode não recordar de uma instrução em progresso. A postura corporal pode se tornar excessivamente mole ou rígida, e ela pode ser atipicamente passiva.

Sinais de alerta de que uma mulher foi abusada sexualmente por seu pai
Quando sob estresse ela pode parecer fugir da realidade (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

Auto-abuso

Uma sobrevivente de incesto pode se machucar, comumente se cortando ou se queimando, ou arrancando o cabelo. As causas podem incluir tristeza esmagadora, ou por contraste, entorpecimento emocional. Queimaduras frequentes e escondidas, cortes ou perda de cabelo são sinais de que uma mulher pode estar engajada em comportamentos auto-agressivos.

Confusão de limites

Uma mulher cujo pai a abusou sexualmente pode ser extremamente super-protetora em relação à suas crianças. Ela pode não deixá-los sair de sua vista, pode ver perigo em situações onde não existe nenhum perigo direto, ou ela pode ser extremamente rígida na disciplina deles, tendo expectativas irrealistas. Em contraste, ela também pode ter poucos ou nenhum limite saudável com seus filhos, deixando-os sozinhos com estranhos, vestindo-os com roupas inapropriadamente provocantes ou tratando-os como adultos. Por causa dos limites distorcidos entre ela e seu pai, uma sobrevivente de um incesto pode estar inconsciente do que constitui bons limites com seus próprios filhos.

Depressão / Distúrbio de estresse pós traumático

Mulheres sobreviventes de incestos paternais podem sofrer de crises de depressão, expressar sentimentos de desesperança e falta de apoio. A depressão causada pelo incesto sexual persiste apesar da terapia de medicamentos. Mulheres que sobreviveram a este tipo de trauma podem se assustar facilmente, desconfiar dos outros, ver o pior em toda situação e pode ter dificuldades com novas experiências.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível