Sinais precoces de gravidez e aborto espontâneo

Escrito por kari wolfe | Traduzido por juliana néris nakanejo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sinais precoces de gravidez e aborto espontâneo
Qualquer mulher que já esteve grávida irá dizer-lhe que os primeiros meses de gravidez podem ser estressantes (Jack Hollingsworth/Digital Vision/Getty Images)

Qualquer mulher que já esteve grávida irá dizer-lhe que os primeiros meses de gravidez podem ser estressantes. Pode ser útil saber quais sinais e sintomas são devido a uma gravidez normal, assim como aqueles que necessitam de atenção médica.

Outras pessoas estão lendo

Primeiros sinais de gravidez

Segundo a "American Pregnancy Association - APA (Associação norte-americana para gravidez)", os primeiros sinais mais comuns de gravidez incluem (mas não são limitados a) sangramento de implantação, atrasos ou diferença na menstruação, mamas inchadas e sensíveis, fadiga ou cansaço, náuseas ou enjoos matinais, dores nas costas, dores de cabeça, micção frequente, escurecimento das aréolas da mama e desejos alimentares.

Se você tiver algum destes sintomas, faça um teste de gravidez o mais cedo possível.

O que é um aborto espontâneo?

O aborto espontâneo é o termo usado para quando a gravidez termina naturalmente dentro das primeiras 20 semanas de gestação. É o tipo mais comum de perda da gravidez e 10 a 25 % de todas as gestações confirmadas irão resultar em aborto espontâneo, de acordo com a APA.

As causas do aborto espontâneo podem resultar de problemas hormonais, infecções ou problemas com a saúde da mãe, seu estilo de vida (tabagismo, uso de drogas, desnutrição), implantação incorreta no útero, a idade da mãe e qualquer trauma que ocorra durante a gravidez.

Sexo, exercício moderado e trabalho fora de casa não são comprovados no aumento das chances de abortar.

Existem três diferentes tipos reconhecidos: "óvulo cego", gravidez ectópica e gravidez molar.

"Óvulo cego" (gravidez anembrionária)

Um "óvulo cego" (também conhecido como gravidez anembrionária) ocorre quando o ovo fertilizado adere à parede do útero, mas, por algum motivo, o embrião não se desenvolve. O corpo da mulher vai abortar por conta própria devido a um alto nível de anormalidades cromossômicas. Isso normalmente ocorre no início da gravidez, entretanto, a mulher pode descobrir que tem todos os sinais de gravidez antes de seu corpo liberar o revestimento do útero, causando um período menstrual com mais fluxo que o normal.

De acordo com a APA, esta é a causa de cerca de 50% de abortos no primeiro trimestre e é "geralmente o resultado de problemas cromossômicos".

Gravidez molar

Em alguns casos, existem problemas quando o espermatozoide fertiliza o óvulo. Estes problemas podem provocar a anormalidade da placenta -- a chamada gravidez molar. Esse tipo de gravidez raramente envolve um embrião em crescimento e esse erro genético causa um desenvolvimento de tecido anormal dentro do útero. Ele cresce mais rapidamente que um feto normal e se parece com uma coleção de "aglomerados de uvas", de acordo com a APA.

A gravidez molar é rara e ocorre em 1 a cada 1.000 gestações.

Gravidez ectópica

A gravidez ectópica ocorre quando o óvulo fertilizado se implanta um local diferente do revestimento do útero, normalmente na trompa de Falópio, o tubo que liga os ovários ao útero. O óvulo não está em condições de crescer normalmente, porque as trompas não são designadas para segurar o embrião.

Este tipo de gravidez ocorre em 1 a cada 60 gestações.

Sinais de aviso de aborto espontâneo

Contate seu profissional de saúde se tiver algum desses sintomas: dor leve a intensa nas costas, perda de peso incomum, corrimento de muco rosa claro, contrações a cada cinco a 20 minutos, sangramento vermelho brilhante ou marrom com ou sem cólicas, sangramento com tecido proveniente da vagina ou uma diminuição súbita nos sintomas da gravidez.

Os sintomas de uma gravidez molar incluem manchas ou sangramento vaginal, náusea e vômito, o desenvolvimento de complicações raras, como doenças da tireoide, início de pré-eclâmpsia (pressão arterial elevada), aumento dos níveis de hCG e falta de movimento ou de batimento cardíaco fetal.

Os sintomas de gravidez ectópica podem também envolver dores agudas ou pontadas na pelve, abdômen, ombros ou pescoço que aparecem e desaparecem e variam em intensidade, sangramento vaginal, problemas gastrointestinais, fraqueza, tonturas ou desmaios. Isso pode ser uma emergência com risco de vida e se você tiver algum destes sintomas, contate o seu médico imediatamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível