Mais
×

Sinais de que você está sendo mentalmente controlador em um relacionamento

Atualizado em 23 março, 2017

É possível ser mentalmente controlador com um esposo, um filho, um amigo ou colega de trabalho. Muitas pessoas são controladoras e podem nem perceber. Você pode acreditar do fundo do coração que as coisas que diz ou faz são para o bem do outro. Se outras pessoas constantemente dizem que você não as escuta ou não se importa com os sentimentos delas, pode ser bom checar por sinais de que você está sendo mentalmente controlador.

Um sinal de que você está sendo mentalmente controlador é você sempre achar que é o dono da verdade (Creatas/Creatas/Getty Images)

Negligência

Uma pessoa mentalmente controladora comumente ignora os anseios, desejos e necessidades dos outros. Você pode tirar declarações do contexto. Pode dizer que a outra pessoa é errada, estúpida, inadequada, louca ou preguiçosa. Os outros não são capazes de fazer nada certo para você. O controlador não respeita ou encoraja a individualidade, já que isso significaria abrir mão do controle. Você também exige lealdade completa — questionar você seria desrespeito.

Degradação

Um sinal de que você está sendo mentalmente controlador é constantemente fazer piada com seu parceiro e rebaixá-lo na frente da família e dos amigos. Você aproveita todas as oportunidades disponíveis para humilhar, insultar e questionar a sanidade dele. Você o xinga e diz que ninguém mais iria querê-lo e que ele tem muita sorte por tudo que você faz por ele.

Poder

Como um controlador, você culpa o seu parceiro por tudo que dá errado. Você fica irritado e com ciúmes de todos os amigos dele, constantemente o acusa de ter um caso e o acusa injustamente de flertar com outras pessoas. Você espera que ele faça tudo o que puder para lhe agradar e acredita que ele deve ignorar os próprios desejos. Você pode impedi-lo de ir para o trabalho ou assistir a um jogo, e pode fazer com que ele explique cada centavo que gasta, fazendo com que ele se sinta como se não merecesse nada.

Ameaças

Como uma pessoa controladora, quando você começa a achar que está perdendo o controle, pode dizer coisas para intimidar a pessoa. Você pode ameaçá-la com palavras como "eu vou me matar se você for embora" ou "eu vou te matar se você for embora". Outras ameaças incluem os membros da família dela ou as crianças. Você dá desculpas para o seu comportamento, culpando os remédios, o álcool ou um dia ruim no trabalho. Você não se responsabiliza por suas ações ou palavras dizendo coisas como "eu não consigo controlar meu temperamento" ou "eu só estou brincando". Você também pode ameaçar a pessoa dizendo que ela nunca terá sucesso em nada a não ser que faça tudo o que você diz.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article