Mais
×

Sinais e sintomas de uma criança que bebeu muita água de piscina

Atualizado em 23 março, 2017

É comum crianças colocarem água na boca enquanto estejam nadando em uma piscina. Embora os pais geralmente aconselhem os filhos, pode acontecer de eles beberem um pouco da água enquanto brincam. Engolir apenas um pouco é até inofensivo. Porém, muita água ingerida pode causar à criança alguns problemas de saúde. Os sinais e sintomas de doenças relacionadas às condições da água da piscina podem não aparecer algumas horas após ter saído dela, mas surgem alguns dias depois. Você pode aprender os sintomas dos primeiros momentos e os tardios e salvar seu filho de uma grave doença.

Toda criança ingere um pouco de água quando brinca na piscina (Hoby Finn/Photodisc/Getty Images)

As possibilidades de doenças

Uma das preocupações com a água da piscina são os seres microscópicos que nela habitam. Apesar da presença do cloro, a água da piscina é conhecida por conter agentes patogênicos, tais como a E. coli, e alguns parasitas. O cloro em si pode causar doenças na criança, se estiver presente em níveis de concentração muito elevados. A condição de uma criança que bebe muita água da piscina, e consequentemente fica doente pelo agente patológico ou pelo excesso de cloro, é chamada de "doença das águas recreativas". Ingerir muito cloro é também chamado de "envenenamento por cloro". Outra condição é a causada por engolir água da piscina diretamente para os pulmões, conhecida como "afogamento secundário", outro nome usado para edema pulmonar (pulmões cheios de líquido).

Os primeiros sintomas

Após sair da piscina, a criança pode não apresentar os sintomas imediatamente. Pode demorar algumas horas (sobe para 72 caso seja um afogamento secundário) antes de os sinais da água engolida tornarem-se visíveis. Nesses momentos iniciais, os sintomas esperados são dor de estômago, vômitos, tosse persistente, dificuldade de respirar e / ou fadiga. Esses são os primeiros sinais de envenenamento por cloro, doença de águas recreativas e afogamento secundário. As condições distinguem-se mais tarde. Os sintomas do afogamento secundário tornam-se totalmente respiratórios, enquanto a doença das águas de recreativas e o envenenamento por cloro afetam o sistema digestivo. O envenenamento por cloro também afeta os sistemas nervoso e respiratório. Isso tudo vem depois.

Os outros sintomas

Embora os primeiros sintomas sejam muito leves e passem despercebidos, ou não ocorram totalmente, mais tarde, os sintomas mais graves aparecerão. Dentro de 24 a 72 horas após sair da piscina, uma criança com intoxicação por excesso de cloro terá problemas de visão, inchaço e / ou ardor nos olhos, na garganta, no nariz e nos ouvidos. As vítimas de afogamento secundário terão maior dificuldade de respiração, juntamente com tremores incontroláveis, calor e ondas de frio, além de persistentes tosses pesadas e secas. As crianças que apresentem a doença das águas recreativas também experimentarão uma piora dos sintomas, os quais se assemelham a um grave caso de intoxicação alimentar ou gastroenterite.

Os sinais de aviso que devem ser percebidos

Após a criança ter terminado de brincar na piscina, verifique se ela apresenta vermelhidão na pele e irritação em torno dos olhos, do nariz, da boca e das orelhas. Esse é sinal de um nível elevado de concentração de cloro. Preste atenção caso haja tosse persistente, pois esse é um sintoma de duas das doenças: doença das águas recreativas e contaminação por agentes patogênicos. Também se atente para todos os comportamentos ou ações que se assemelhem a uma gripe ou intoxicação alimentar. Se você testemunhar alguns deles, dê assistência médica à criança rapidamente.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article