Saúde

Sinais e sintomas de um intoxicação alimentar canina

Escrito por lisa parris | Traduzido por rita pacheco
Sinais e sintomas de um intoxicação alimentar canina

Cachorro

Collie Dog on Dog Bed image by Janet Wall from Fotolia.com

Quando as pessoas compram ração de alta qualidade, elas pressupõem que se trata de um alimento seguro. Oferecem-na aos seus amados cachorros uma ou duas vezes por dia, encorajado-os a comer, sem perceber que, a cada porção de ração que colocam na vasilha, podem estar colocando seu filhote em risco. Ninguém gosta de pensar nisso, mas acontece. Cachorros morrem de intoxicação alimentar todos os anos, causada por ração contaminada. Assim como tantas outras doenças, a detecção precoce é decisiva para um tratamento bem sucedido.

Outras pessoas estão lendo

Primeiros sinais

Se o seu cachorro ingeriu ração contaminada recentemente, poderá exibir um dos seguintes sintomas: preguiça moderada, vômito, aumento da baba, diminuição do apetite e perda de interesse na ração. Após uma ou duas semanas, um tom amarelado poderá ser visto em seus olhos e dentro da boca, e a urina pode ter uma coloração amarelada. Os sintomas mais leves geralmente são observados de três a cinco dias após a ingestão das toxinas, mas os donos geralmente não tomam conhecimento ou acham que o cachorro está apenas um pouco enfraquecido.

Sintomas avançados

Os cachorros que foram alimentados com ração contaminada há mais de três semanas geralmente apresentam sintomas mais graves, como vômito com sangue, fezes mais escuras, perda da habilidade motora, convulsões, sensibilidade à luz e dificuldade de respirar. Nesse momento, a maioria dos donos reconhece que seu cão está seriamente doente. A exposição repetida à fonte do veneno levou a uma acumulação de toxinas no sistema do cachorro, mas com o tratamento adequado ele ainda pode se recuperar.

O que fazer

Chame o veterinário assim que você perceber que seu cão está doente. Seja o mais preciso e detalhado possível ao descrever os sintomas que você observou. Siga estritamente as instruções do veterinário. Por exemplo, ele pode sugerir alimentar seu cão com carvão, pois isso irá absorver as toxinas presentes no seu sistema digestivo. Também pode pedir que não deixe seu animal comer nada até que faça alguns exames. Isso significa não alimentar o cachorro. Nem mesmo alguns pedacinhos de frango para manter suas forças. Nem um pedacinho de biscoito. Nada.

O que não fazer

Se seu cachorro está desanimado, principalmente se parece haver um interesse cada vez menor na ração, ou se a diarreia e vômito acontecem logo após as refeições, não coloque molho sobre a ração ou misture-a com outros itens atraentes que irão encorajá-lo a comer. Tente oferecer uma quantidade de frango e arroz. Se o cachorro se recuperar após alguns dias desta alimentação, jogue fora toda ração. E, mesmo que ele esteja melhorado, você ainda deve consultar o veterinário para ter certeza que está realmente vendo uma melhora e não apenas se entregando ao desejo de recuperação.

Advertências

Não tente tratar o seu cão sem antes consultar o veterinário, principalmente se você suspeita de intoxicação. É muito melhor procurar ajuda profissional e descobrir que a situação não é tão séria como você imaginava, do que descobrir tarde demais que era, na verdade, pior que você imaginava. Não dê a seu cão peróxido de hidrogênio para induzir o vômito, pois isso pode piorar a situação. Mesmo que você tenha certeza de que a comida é a fonte da intoxicação, você não sabe quais são as toxinas específicas.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media