Síndrome da dor abdominal funcional crônica

Escrito por m. gideon hoyle | Traduzido por samuel silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Síndrome da dor abdominal funcional crônica
A SDAF é uma condição caracterizada pela dor abdominal de longo prazo de duração que parece não estar relacionada à ingestão de alimentos ou à função geral do intestino (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

A síndrome da dor abdominal funcional crônica, também chamada de síndrome da dor abdominal funcional, ou SDAF, é uma condição caracterizada pela dor abdominal de longo prazo de duração que parece não estar relacionada à ingestão de alimentos ou à função geral do intestino.

Outras pessoas estão lendo

Os fatos

O termo "dor abdominal crônica" descreve a dor que persiste, é constante ou intermitente por um período de mais de três meses, de acordo com os Merck Manuals Online Medical Library (Biblioteca Médica de Manuais online, em português). Em indivíduos com SDAF, a dor persiste por mais de seis meses, não tem causa física clara e prejudica significativamente a vida diária.

Percepção da dor

A síndrome parece causar alterações na percepção normal da dor (nocicepção), segundo o Merck Manuals Online Library (biblioteca médica de manuais online, em português)) relata. Os fatores potenciais nessas mudanças perceptivas incluem estresse, depressão e formação cultural.

Lesão abdominal

Em alguns casos, a SDAF pode aparecer depois que a repetição da lesão física aos nervos abdominais provoca sensibilidade abdominal anormal, de acordo com o American College of Gastroenterology (Faculdade Americana de Gastroenterologia, em português). Submeter-se a várias cirurgias abdominais pode desencadear essa resposta.

Medicamentos

Os tratamentos para a síndrome geralmente procuram controlar a dor, já que a sua cura é improvável. Os medicamentos utilizados para o tratamento podem incluir antidepressivos tricíclicos, aspirina, anti-inflamatórios não esteroides e os inibidores da bomba de protões ou bloqueadores dos receptores H2, de acordo com o Merck Manuals Online Library.

Tratamentos psicológicos

Os tratamentos psicológicos utilizados ​​para controlar a SDAF incluem a gestão do estresse, a hipnose, a terapia cognitivo-comportamental e a manutenção de um diário de sintomas, segundo o American College of Gastroenterology relata.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível