Sintomas da acidose láctica

Escrito por shelley moore | Traduzido por anderson gandor
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sintomas da acidose láctica
Exercícios muito intensos podem aumentar o nível de ácido láctico (Comstock/Stockbyte/Getty Images)

Quando o nível de oxigênio de uma pessoa cai muito, os carboidratos quebram-se para produzir energia, criando o ácido láctico, cujo nível pode aumentar durante exercícios intensos e quando certas doenças ou desordens reduzem a oxigenação do sangue. Altos níveis de ácido láctico podem levar à acidose láctica, uma rara e algumas vezes ameaçadora desordem.

Outras pessoas estão lendo

Fatores de risco

Algumas condições médicas subjacentes são fatores de risco para a acidose láctica. Entre elas as desordens de pulmões e rins, doenças de fígado ou coração, diabetes, câncer, síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) e certas desordens genéticas. Algumas medicações como a merformina indicada para diabetes do tipo 2 e aquelas indicadas para o vírus da imunodeficiência humana (HIV) também aumentam o risco de acidose láctica. Além disso, pessoas que experimentaram uma falha cardíaca, septicemia e choque podem desenvolver a acidose láctica.

Principais sintomas

Embora seja importante identificar o mais cedo possível a acidose láctica, isto pode ser difícil porque os sintomas são similares aos de outras desordens. E a identificação pode ser particularmente problemática quando a pessoas possui outra doença crônica. Os sintomas iniciais da acidose láctica incluem dor abdominal, náusea persistente e cada vez pior e vômito. A pessoa pode sentir frio, especialmente nos braços e pernas, e também pode sentir cansaço, fraqueza e dor muscular.

Sintomas adicionais

Outros possíveis sintomas incluem aceleração da respiração, dificuldade em respirar, sudorese, pele pegajosa e mau hálito ou hálito doce. A baixa oxigenação das extremidades pode resultar nas mãos ou pés ficarem na cor azul. O indivíduo pode ficar sonolento ou tonto.

Progressão

Se não for tratada os sintomas da acidose láctica podem progredir para um aumento do fígado, pressão sanguínea muito baixa, frequência cardíaca muito lenta, batimentos irregulares, desmaio e coma. A acidose láctica não tratada ou a postergação do tratamento pode ser fatal

Tratamento

O diagnóstico da acidose láctica é determinado através de exames de sangue. O principal tratamento envolve a identificação e correção da causa adjacente da condição, que pode requerer mudança de medicamentos. Os médicos podem administrar medicação para tornar o sangue mais alcalino. A diálise é outra possibilidade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível