Sintomas de convulsões durante o sono

Escrito por chris steel | Traduzido por seiji shibukawa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sintomas de convulsões durante o sono
Desordens do sono podem dificultar as atividades das pessoas durante o dia (Day sleep concept image by drx from Fotolia.com)

A duração e a severidade de convulsões podem ser usadas para diagnosticar diversas formas de epilepsia. Sono e epilepsia têm uma relação complexa devida à grande atividade cerebral, especialmente durante a fase de sono REM. Há alguns tipos de desordens epilépticas que podem se desencadear durante o sono, a maioria começando durante a infância. Algumas pessoas as experienciam sem nem sequer se darem conta. Caso suspeite que você ou algum ente querido possa estar sofrendo convulsões durante o sono, marque uma consulta com um médico especializado, um neurologista ou especialista do sono.

Outras pessoas estão lendo

Epilepsia noturna

Convulsões noturnas começam, tipicamente, durante a infância. Suas causas são desconhecidas, mas elas podem ter graves efeitos na vida diária da pessoa por interromper os padrões do sono. Elas apresentam diversos sintomas, mas eles não podem ser usados independentemente para diagnosticar essa forma de epilepsia. Incontinência é um deles, assim como o ato de morder a língua e babar durante o sono. Muitos pacientes acordam sem razões específicas, geralmente confusos ou agitados, e frequentemente sofrendo curtos ataques de amnesia. Sintomas mais sérios incluem movimentos tônico-clônicos. A maioria desses ataques ocorrem durante o sono, mas também podem ser experienciados pela pessoa acordada.

Epilepsia rolândica benigna

Outra forma de epilepsia que ocorre com frequência durante o sono é a epilepsia rolândica (ER) ou epilepsia benigna da infância com pontas centro-temporais (EBIPCT). Ela é considerada benigna por geralmente ocorrer apenas na infância, diminuindo a frequência de convulsões até que elas cessem totalmente depois de uma certa idade. É considerada parcial pois apenas a parte do cérebro designada rolândica é afetada. A maioria das crianças que sofrem dessa forma de convulsão costuma ser saudável e experienciam pouco ou nenhum problema de desenvolvimento. Os sintomas aparecem entre os 3 e os 10 anos de idade e incluem uma variedade de formas. Espasmos e rigidez podem ocorrer juntos de incontinência. Dificuldade de fala ou confusão e amnesia podem ocorrer com despertar repentino no meio da noite. Outros sintomas incluem o que pode ser referido como convulsões sensitivas, dormência ou formigamento no rosto, língua ou garganta.

Outras desordens epilépticas

Diagnósticos de desordens epiléticas requerem a observação de profissionais treinados. Há uma grande variedade de sintomas, assim como de razões que podem causar esses problemas (às vezes, até, sem razões claras). Casos de epilepsia que não apresentam causas ou gatilhos observáveis são referidos como casos de epilepsia idiopática. Causas comuns para epilepsia incluem traumas na cabeça, infecções, febre, drogas ou álcool, abstinência de drogas ou álcool, condições genéticas ou congênitas e tumores cerebrais. No entanto, é importante entender que às vezes não há causas identificáveis.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível