Sintomas de doenças causadas por mofo

Escrito por melody hughes | Traduzido por mariana dsp
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A maior parte dos mofos não é nociva aos humanos, mas aqueles que contiverem aspergillus podem causar doenças, caso os esporos sejam inalados para os pulmões. De acordo com a Mayo Clinic, aproximadamente 150 tipos diferentes de mofo contêm aspergillus e, portanto, podem fazer com que a pessoa adoeça. Os locais onde eles mais costumam ser encontrados são em silos de armazenamento de grãos, depósitos de estocagem de adubo e obras. Pessoas que possuem os maiores riscos de desenvolver tais doenças são aquelas que têm problemas pulmonares, asma e imunocomprometidas.

Outras pessoas estão lendo

Tipos de doenças relacionadas a mofo

Algumas pessoas têm reações alérgicas ao aspergillus contido em alguns mofos e outras podem até mesmo ter infecções pulmonares. Em algumas pessoas, o mofo pode crescer nos pulmões e causar complicações. A aspergilose pulmonar invasiva é uma doença grave, que ocorre quando os vasos sanguíneos e outros órgãos são afetados pela doença.

Reação alérgica

Muitas pessoas têm reações alérgicas ao inalar mofo que contenha aspergilose. O indivíduo poderá ter febre, pieira e tossir muco. Os asmáticos também podem também ter pioras nos sintomas da asma.

Aspergiloma

Pessoas com problemas pulmonares, como tuberculose ou enfisema, podem ter cavidades ocas nos pulmões, onde o fungo pode se acomodar e transformar em uma bola. Com o tempo, esse crescimento pode causar dores no peito, dificuldade para respirar e perda de peso. O indivíduo também pode tossir sangue.

Aspergilose pulmonar invasiva

Essa é a doença mais grave relacionada ao aspergillus. Ela ocorre quando a infecção entra na corrente sanguínea e viaja pelo corpo. Os sintomas incluem febre com calafrios, dor de cabeça, dor no peito, dor nas articulações, visão prejudicada, sangue na urina, dificuldade para respirar, hemorragia interna no pulmão e tosse com sangue. Ela pode ocasionar outras doenças, como sinusite e meningite.

Tratamento

As reações leves ao aspergillus não precisam ser tratadas. Para pessoas que tenham fibrose cística ou asma, corticosteroides costumam ser prescritos para evitar agravamento no quadro. Aqueles que tiverem aspergilose pulmonar invasiva precisam tomar medicamentos antifúngicos orais, e, se houver bolas de aspergilloma fúngica, pode ser preciso fazer uma cirurgia, para remover essa massa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível