Sintomas de falha do sensor de fluxo de ar

Escrito por josh baum | Traduzido por thiago andre scarani
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sintomas de falha do sensor de fluxo de ar
Diagnostique um sensor de fluxo de ar defeituoso para evitar maiores problemas com seu veículo (car engine image by itsallgood from Fotolia.com)

O sensor de fluxo de ar de um veículo, ou MAF, é um componente que mede o fluxo e densidade do ar que entra na câmara de combustão. Ele ajuda a central de injeção do veículo a regular a mistura de ar e combustível. É um componente crítico para o desempenho do motor, então caso ele pare de funcionar ou comece a apresentar problemas, você deve substituí-lo imediatamente.

Outras pessoas estão lendo

Luz da injeção

O primeiro e mais confiável sintoma de um sensor MAF defeituoso ou que está começando a falhar é o acendimento da luz da injeção eletrônica no painel. Muitos tipos de problemas podem fazer essa luz acender, então você deve obter uma leitura da central de injeção de seu veículo para saber se a luz tem relação com esse sensor.

Análise computadorizada

Um mecânico é capaz de analisar a memória da central de injeção de seu veículo e cobrará por isso, ou você pode fazer por conta própria através de um scanner veicular digital. Esses aparelhos são vendidos na maioria das lojas de auto-peças, e apesar de funcionarem de forma levemente diferente, de acordo com a marca e modelo, eles, de forma geral, são feitos para serem ligados no conector de diagnóstico, para que possam ler os dados da central. Após a leitura, ele exibirá um ou mais códigos numéricos, cujo significado deve ser verificado em um manual de referência que acompanha o scanner. Se você fizer esse procedimento e o código do scanner indicar um defeito no sensor MAF, será preciso inspecioná-lo e substituí-lo. Este tipo de sensor não costuma ser consertado, pois a substituição costuma ter melhor relação custo-benefício.

Desempenho

Como o MAF é fundamental para manter o equilíbrio da mistura de ar e combustível do motor, sua falha pode causar uma série de problemas de desempenho, como consumo elevado, motor engasgando ou morrendo e batida de pino. Há outros problemas que causam os mesmos sintomas, então eles não indicam falha especificamente nesse sensor. Esses sintomas, porém, costumam aparecer antes mesmo do acendimento da luz de injeção.

Acúmulo de partículas

Às vezes, o MAF não funcionará corretamente por estar sujo. Apesar do ar que passa por ele ser filtrado, algumas partículas microscópicas conseguem passar e acabam se acumulando no sensor. Na maioria das vezes, esse acúmulo não será o suficiente para afetar o MAF, mas se for muito severo, pode acabar interferindo. Nesses casos, ele pode voltar a funcionar ao ser removido e limpo.

Limpeza

O MAF é montado na caixa do filtro de ar e conectado à central de injeção através de um chicote elétrico. Se você remover os parafusos de suporte e o chicote, conseguirá remover todo o sensor e abri-lo para explorar seu interior. Este sensor é uma pequena unidade com dois fios expostos que esquentam quando o motor está ligado. O MAF, então, mede o fluxo de ar, analisando o quanto esse fluxo resfria os fios. Caso seja preciso limpá-lo, você pode usar um spray específico ou um limpa contatos para limpar esse tipo de sensor, aplicar diretamente sobre os fios e deixar secar na sombra. Quando estiver seco, já pode ser reinstalado no veículo, e você poderá ligar o motor. Caso a luz da injeção apague ou o veículo recupere seu desempenho original, o sensor devia estar apenas sujo, e não quebrado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível