Sintomas da hidrossalpinge

Escrito por drue tibbits | Traduzido por ricardo torres iupi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sintomas da hidrossalpinge
Saiba como se tratar da hidrossalpinge e evitar a infertilidade (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Hidrossalpinge é uma condição em que a trompa de Falópio de uma mulher incha e é preenchida com fluido. A trompa é o local em que um óvulo é fertilizado por um espermatozoide. O ovo fertilizado então viaja até o útero onde ele se implanta e se desenvolve em um bebê. Na hidrossalpinge, no entanto, os fluidos bloqueiam a trompa e a fertilização não ocorre. Essa condição geralmente afetam ambas as trompas de Falópio.

Outras pessoas estão lendo

Causas

A hidrossalpinge pode, às vezes, ser causada pelo uso do DIU. Ele é um dispositivo intrauterino usado para evitar a gravidez. Cirurgia abdominal prévia e endometriose, é uma condição em que os tecidos uterinos crescem fora do útero e estão associadas com o desenvolvimento da hidrossalpinge. As doenças sexualmente transmissíveis também podem causar esse problema. A doença inflamatória pélvica (DIP) é o principal fator que contribui para a formação da hidrossalpinge.

Sintomas

A hidrossalpinge pode causar dor contínua ou recorrente no abdome e corrimento vaginal. Em algumas mulheres, ela é assintomática, ou seja, não têm quaisquer sintomas. Além disso, como ela pode causar infertilidade, às vezes é descoberta apenas quando a paciente procura tratamento para problemas de infertilidade.

Importância

Se a hidrossalpinge bloquear completamente ambas as trompas, a mulher não será capaz de engravidar. Às vezes, as trompas de Falópio ficam tão danificadas pela hidrossalpinge que, mesmo com a cirurgia de desbloqueio, o óvulo ainda não consegue passar.

Diagnóstico

Existem três maneiras de se diagnosticar a hidrossalpinge. O procedimento de raios X envolve um líquido especial (contraste) injetado no útero. As imagens são tiradas, detectando a posição do líquido e do progresso dele através das trompas. No entanto, o órgão "American Society for Reproductive Medicine" (sociedade americana de medicina reprodutiva) ressalta que esse teste possui uma taxa de 15 por cento de falso-positivo, que pode levar a um diagnóstico incorreto. Um procedimento cirúrgico para detectar a hidrossalpinge é muito mais preciso, porém também é mais invasivo. Ele envolve a passagem de um laparoscópio através de uma incisão cirúrgica no abdome. O cirurgião pode então inspecionar visualmente as trompas. Um ultrassom é útil para um diagnóstico preliminar.

Tratamento

A cirurgia pode ser realizada para reabrir as trompas. No entanto, os tubos muitas vezes se fecham novamente. Se a hidrossalpinge estiver causando dor abdominal crônica, e a fertilidade não for um problema, a cirurgia de remoção é indicada.

Efeitos

Segundo o Dr. John David Gordon, professor clínico de obstetrícia e ginecologia na Universidade "George Washington", a fertilização in vitro não é tão bem sucedida nas mulheres com hidrossalpinge. As trompas de Falópio podem ter de serem removidas antes da fertilização in vitro ser iniciada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível