Os sintomas neurovegetativos da depressão

Escrito por lee mason | Traduzido por deise ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os sintomas neurovegetativos da depressão
A depressão afeta o humor, o corpo e os pensamentos e pode levar ao desespero e ao suicídio (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Ter depressão é muito mais do que ser apenas infeliz. É uma doença real que afeta milhares de pessoas. Ela afeta o humor, o corpo e os pensamentos e pode levar ao desespero e ao suicídio. Quedas nos níveis de neurotransmissores no cérebro, especialmente o sistema límbico, que controla as emoções, são efeitos físicos da doença. Os sintomas neurovegetativos são comuns entre muitos transtornos do humor e são predominantes em transtorno de humor depressivo. Entender os sintomas pode ser o primeiro passo para dar a alguém a ajuda necessária para colocar a vida no caminho certo.

Outras pessoas estão lendo

Definição

Os sintomas neurovegetativos são sintomas que levam a dissociação da sociedade como um todo. Eles incluem alterações físicas, emocionais e cognitivas. Quando os sintomas se combinam, como na depressão, eles trabalham em conjunto para causar uma queda ainda maior no estado mental do paciente. Essa espiral descendente pode ser ignorada até que a depressão esteja em um estado extremo. Pelo menos quatro dos seguintes sintomas devem estar presentes durante pelo menos duas semanas para que definam um diagnóstico de depressão.

Sono e energia

Uma pessoa pode desenvolver um distúrbio do sono, exibindo sintomas de um aumento ou diminuição no sono. Isso pode levar à letargia, embora os níveis de energia já possam ter caído devido aos níveis mais baixos do neurotransmissor, em especial a serotonina.

Culpa e níveis de interesse

Aqueles que sofrem de depressão podem demonstrar falta de interesse em uma variedade de atividades. Muitos pacientes param de fazer as coisas que mais amam, como um passatempo favorito ou a prática de um esporte. Juntamente com isso vem um um forte sentimento de culpa e inadequação. Os pacientes se vêm inúteis. O arrependimento é uma batalha constante para quem tem a doença.

Concentração

Outro sintoma neurovegetativo da depressão é a incapacidade de se concentrar. Isso afeta a escola e o trabalho e as tarefas de rotina, como ir ao mercado e lembrar do que você pretendia comprar. Isso também pode tornar os pacientes imprudentes. Dirigir um carro e não se concentrar pode ser perigoso para o paciente e para os demais. As tendências suicidas podem começar com os acidentes resultantes de sentimentos de inutilidade e falta de concentração. Se não resolvidos, eles podem levar aos pensamentos suicidas discutidos na Seção 7.

Apetite

Distúrbios de apetite são um dos sintomas mais comuns de pacientes deprimidos. Eles podem parar de comer e se tornar anoréxicos ou bulímicos com compulsão e rotinas de purgação. A outra extremidade do espectro do transtorno do apetite é alimentar a depressão e comer muito.

Psicomotor

O corpo é afetado de forma química na depressão. Os neurotransmissores não são produzidos pelo organismo nas quantidades necessárias para o funcionamento ideal. Como resultado, os músculos e os nervos não recebem os nutrientes para manter a saúde e o funcionamento ideal. Isso leva a dores e problemas de coordenação e de outras habilidades motoras. Os sintomas psicomotores também pode acentuar a diminuição do desejo para atividades como a recreação, que, geralmente, melhora o humor.

Suicídio

Se um paciente é diagnosticado com transtorno de humor depressivo com base em pensamentos suicidas, muitos dos outros sintomas podem ter sido atingidos. É importante que um suicida seja monitorizado até que o sintoma seja resolvido.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível