Sintomas dos níveis de progesterona na ovulação

Escrito por cindi pearce | Traduzido por caroline zemuner
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sintomas dos níveis de progesterona na ovulação
A dor em um dos lados da região inferior do abdômen pode indicar que a ovulação está ocorrendo (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

No meio do ciclo menstrual -- aproximadamente 14 dias após o início da última menstruação e 14 dias antes do início do próximo período -- pode-se sentir uma dor aguda no lado direito ou esquerdo na região inferior do abdômen. Isso pode ser uma indicação de que você está ovulando. Essa sensação é chamada de Mittelschmerz, que é a palavra alemã para a dor no meio do ciclo. Esse tipo de incômodo é muito comum em algumas mulheres, de acordo com Fertilitynetwork.org. A dor, na verdade, é um bom sinal, pois significa que a ovulação está ocorrendo. Além disso, ela também permite descobrir o seu período fértil no mês. A ovulação é o momento do seu ciclo menstrual em que o estrogênio fica de lado e a progesterona dá um passo à frente e faz o seu trabalho.

Outras pessoas estão lendo

O processo

A progesterona e o estrogênio estimulam o corpo a desenvolver um tecido e um fluxo sanguíneo endometrial (uterino), como preparação para a gravidez. Se ela não ocorrer, esses níveis hormonais caem drasticamente, assim como o fluxo sanguíneo no útero. Isso faz com que o revestimento dele se deteriore e derrame, o que resulta em um período menstrual. Quando a progesterona e o estrogênio diminuem, isso aciona o ciclo para começar tudo novamente e estimula a produção de outros hormônios de fertilidade, incluindo o hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH) e o hormônio folículo estimulante (FSH), que instruem seus ovários a iniciarem todo o processo de maturação mais uma vez.

O aquecimento do organismo

Quando ocorre a ovulação e os níveis de progesterona aumentam, isso permite que o organismo crie um ambiente de acolhimento adequado no útero para abrigar uma gravidez. A progesterona aquece o corpo e aumenta sua temperatura basal, embora esse aquecimento possa passar despercebido. No entanto, as mulheres que estão monitorando a ovulação para tentar engravidar aferem sua temperatura corporal basal para saber quando estão férteis.

Níveis adequados

Quando o óvulo libera um folículo, torna-se um corpo lúteo e produz progesterona. Embora os níveis desse hormônio possam variar, dependendo da mulher, o site Fertilityplus.org observa que um nível de progesterona acima 3 ou 6 ng/ml indica a ovulação. No entanto, muitos médicos querem ver um nível de mais de dez em um ciclo natural e um de mais de 15 em pacientes que estejam tomando medicação para induzir a ovulação. Quando uma mulher toma uma droga para essa finalidade, isso pode causar a liberação de vários óvulos, o que elevará bastante o nível de progesterona.

Quando os níveis estão baixos

Se os seus níveis de progesterona estiverem baixos, é possível ter dificuldade de engravidar, de acordo com Fertilityplus.com. Na realidade, poderá ter um período sem ovular, e isso é chamado de anovulação. Nenhuma progesterona é produzida, por isso é improvável que se sinta dor no meio do ciclo, pois não se ovula. Quando a ovulação não ocorre e a progesterona não é produzida, isso pode resultar em sobrecarga de estrogênio, o que pode causar sintomas severos de TPM. Quando a progesterona está fazendo o seu trabalho, mantém os níveis de estrogênio sob controle.

Outras possibilidades

Outros sintomas da progesterona baixa incluem dores musculares e articulares, incontinência urinária, inchaço, mudanças bruscas de humor, ganho de peso, irritabilidade, dificuldade de concentração, tontura e insônia. Também é possível experimentar mudanças em seu apetite, secura vaginal, calafrios, suores noturnos, ondas de calor, infecções do trato urinário e cistite. Além disso, se o nível de progesterona for inadequado, poderá haver sangramento menstrual, seios sensíveis, miomas e ciclos menstruais irregulares.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível