Sintomas do pé de trincheira e da ulceração pelo frio

Escrito por jonae fredericks Google | Traduzido por erica priscila de souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sintomas do pé de trincheira e da ulceração pelo frio
Pé de trincheira e ulceração pelo frio são condições completamente diferentes (Image by Flickr.com, courtesy of Margaret Wyker)

Os termos pé de trincheira e ulceração pelo frio são, por vezes, usados ​​como sinônimos. No entanto, são duas condições completamente diferentes. Embora possam ocorrer como resultado de uma superexposição às intempéries, os sintomas e as circunstâncias que causam cada condição variam.

Outras pessoas estão lendo

O que é pé de trincheira?

O pé de trincheira também é chamado de frieira e pé de imersão. A Clínica Mayo relata que o pé de trincheira é o resultado da prolongada imersão dos pés em água extremamente fria. Ele pode causar danos teciduais graves, bem como danos nos nervos.

Sintomas do pé de trincheira

Os sintomas do pé de trincheira são, geralmente, a presença de pele morta que descasca e cai. O site Health.com relata que bolhas, pele avermelhada e inflamação também são sintomas. As manifestações são frequentemente intensificadas por dor extrema quando os pés são aquecidos após exposição ao frio. É importante notar que o congelamento da pele não é um sintoma de pé trincheira, mas sim de ulceração pelo frio.

Como pé de trincheira e ulceração pelo frio se diferem

O My Foot Shop.com explica que os sintomas do pé de trincheira podem ocorrer em temperaturas entre 0ºC e 18ºC. No entanto, a ulceração pelo frio ocorre em temperaturas abaixo de 0ºC, suficientes para congelar as células da pele. A diferença mais significativa entre o pé de trincheira e a ulceração pelo frio é que o pé de trincheira é uma lesão úmida e fria e a ulceração é uma lesão seca e fria.

Sintomas de lesão fria e seca

Sintomas de lesões frias e secas, tais como as associadas a queimaduras, são menos severos do que os do pé trincheira. Na verdade, o dano tecidual causado pela ulceração tende a ser, principalmente, na superfície da pele, e não em tecidos profundos, como no pé de trincheira. As lesões da ulceração pelo frio são também conhecidas por se curarem com o tempo, mas as lesões úmidas relacionadas ao pé trincheira muitas vezes pode ser permanentes.

Tratamentos para o pé de trincheira e a ulceração pelo frio

O CDC (Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA) explica que os tratamentos para o pé de trincheira e para a ulceração são bastante semelhantes. É importante notar que ambas as situações são consideradas uma emergência médica e requerem uma atenção imediata. Os pés devem ser embebidos em água morna por cerca de cinco minutos, limpos, secos e bem vestidos com meias quentes. Meias limpas devem ser colocadas nos pés diariamente e os pés devem ser verificados regularmente para averiguação das feridas. Quaisquer feridas abertas que se desenvolvam podem, facilmente, levar a infecções.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível