Como um sistema de refrigeração com amônia funciona?

Escrito por tyler lacoma | Traduzido por yago lima
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como um sistema de refrigeração com amônia funciona?
Como um refrigerador funciona? (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Refrigeração

Os sistemas de refrigeração que utilizam amônia operam de maneira similar aos sistemas de fluorocarbonetos, mas ainda assim possuem diferenças básicas. Mesmo que você não encontre muitos sistemas de refrigeração baseados em amônia em casas comuns (Amônia é uma substância muito tóxica e os refrigeradores podem ser muito caros), eles são muito utilizados em fábricas que precisam de grandes aparelhos de refrigeração que consigam resfriar substâncias muito rapidamente.

Um sistema de refrigeração é baseado em um tipo e gás refrigerante que está fluindo constantemente por todo o sistema para dispersar o calor. Esses gases são feitos de diferentes substâncias. A maioria dos refrigerantes domésticos utilizam, na verdade, uma mistura sintética projetada para maior eficiência. Entretanto, os baseados em amônia simplesmente usam amônia. Qualquer que seja o tipo de gás, ele passará por vários aparelhos, incluindo um compressor, um condensador, um aparelho de expansão e um evaporador.

Amônia como um refrigerante

Cada parte do refrigerador é projetada para mudar o estado físico do gás de alguma maneira. Mudando o estado do gás, o sistema altera a temperatura. O compressor, por exemplo, faz com que o gás quente aumente sua pressão, permitindo que ele tenha mais calor. O condensador muda o gás para um líquido, permitindo que ele perca uma parte de seu calor no processo. Já o aparelho de expansão transforma o líquido em um gás frio, liberando a maioria do calor que ele guarda. O evaporador resfria o gás em um vapor frio que está apto a circular pelo sistema. Isso é como os refrigeradores removem calor de seus compartimentos e o dispersam.

Os refrigeradores a amônia utilizados em fábricas precisam resfriar substâncias muito rapidamente. Enquanto aparelhos domésticos levam alguns minutos para começar a esfriar depois de ligados, esse tempo não é aceitável em um ambiente de manufatura. Para começar a refrigeração imediatamente, a amônia é distribuída em vasos de pressão que separam-na no estado líquido e gasoso, armazenam e mandam para diferentes partes do sistema quando é preciso. Os refrigeradores a hidrocarbonetos, ao contrário, não têm vasos de pressão.

Benefícios da Amônia

Os refrigeradores baseados em amônia não precisam de uma constante recombinação de óleos para funcionar, pois eles são rapidamente escoados em vez de serem dissolvidos no gás. Os sistemas a amônia também são capazes de lidar com acúmulo acidental de água em alguns canos, coisa que os sistemas baseados em hidrocarbonetos não podem fazer. A água vai continuar tendo que ser retirada, mas a amônia pode funcionar na presença dela. É claro, esses benefícios também acompanham algumas desvantagens. A amônia é um produto químico muito corrosivo, então seus sistemas devem ser feitos de aço ou níquel. Nenhum sistema baseado em cobre pode ser utilizado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível