O que são sites de compras coletivas e como funcionam

Escrito por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que são sites de compras coletivas e como funcionam
Realizar compras pela internet nunca foi tão fácil, ainda mais com os sites de compra coletiva (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)

Realizar compras pela internet nunca foi tão fácil. Os sites aprimoraram as formas de seleção, pagamento e entrega de mercadorias enquanto os bancos criaram softwares que permitem efetuar uma aquisição com poucos cliques. Mas foi com a popularização dos sites de compra coletiva que muitas empresas viram na web uma oportunidade real de expansão e divulgação de seus produtos. Basicamente, essas páginas negociam valores e promoções com as empresas, que se interessam em baixar o valor de venda do produto em troca de maior divulgação. Também é uma boa chance para os consumidores, que compram por um preço mais baixo que o disponível.

Outras pessoas estão lendo

Como funciona?

Todo o processo funciona da seguinte forma: depois de um cadastro simples na página, o usuário passa a acessar as mais diferentes ofertas de produtos, que podem ter até 90% de abatimento. A maioria delas é por tempo limitado. Enquanto isso, o site já está negociando com lojas e empresas os próximos descontos. A empresa calcula o valor, levando em consideração o custo e a margem de lucro. Muitos portais oferecem mais descontos para os usuários que indicarem amigos, o que provoca uma grande cadeia de consumo. Os produtos mais comuns são ligados às áreas de entretenimento, beleza e gastronomia.

O que são sites de compras coletivas e como funcionam
Basta um cadastro no site para começar a comprar (Comstock/Comstock/Getty Images)

Quem sai ganhando?

O conceito de compras coletivas aposta em uma dinâmica simples de economia: grandes descontos atraem muitos consumidores que, por sua vez, divulgarão a loja para os amigos e assim sucessivamente. Como a oferta fica disponível por tempo limitado, é possível pressupor que os usuários que gostaram da experiência irão espalhar o nome da loja para outras pessoas. Os novos interessados podem esperar por outra promoção pelo site ou procurar a loja. Os lojistas ganham clientes de uma forma rápida e os internautas ganham a oportunidade de conhecer produtos que não comprariam em outras circunstâncias.

O que são sites de compras coletivas e como funcionam
As ofertas estão disponíveis por tempo limitado (Creatas/Creatas/Getty Images)

Como surgiram

O negócio das compras coletivas adquiriu sucesso internacional quando o norte-americano Andrew Mason criou a empresa Groupon, em 2008. A ideia do primeiro sites surgiu de forma modesta e muitos achavam que não ia dar certo por depender de uma rede consistente de consumidores que querem comprar e empresas que se disponham a vender com grandes descontos. Mas em pouco tempo a página chamou a atenção de usuários de todo o mundo. Hoje, o Groupon está espalhado por mais de 35 países e tem um público estimado em 50 milhões.

O que são sites de compras coletivas e como funcionam
Nos Estados Unidos, os sites de compra coletiva existem desde 2008 (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Expansão no Brasil

Particularmente no Brasil, o negócio vive um momento de crescimento exponencial. Apenas no ano passado, o número de usuários brasileiros cadastrados em sites de compras coletivas atingiu 14,5 milhões. Para especialistas ligados ao setor de tecnologia, o sucesso no país pode ser explicado pelo gosto do brasileiro em ofertas e promoções, associado ao aumento do número de pessoas na classe média. Isso sem contar na conveniência de poder efetuar compras 24 horas por dia sem precisar sair de casa. Entre os principais sites disponíveis do no Brasil estão: Groupon, Peixe Urbano, Privalia, ClickOn e Oferta Única.

O que são sites de compras coletivas e como funcionam
No Brasil, os sites de compras coletivas vivem um momento de crescimento (Creatas/Creatas/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível