Sobre a fototerapia

Escrito por brenda thamm | Traduzido por josciel sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sobre a fototerapia
A fototerapia reduz os níveis de bilirrubina (Photodisc/Digital Vision/Getty Images)

A fototerapia é um tratamento que envolve a aplicação de luz ultravioleta na pele. Geralmente é usada como um tratamento para recém nascidos com níveis de bilirrubina excessivamente altos, que é uma condição comum, mas que pode ser assustadora no primeiro momento para pais inexperientes. Os bebês podem passar pela fototerapia no hospital ou em casa. Existem várias formas em que a fototerapia pode ser administrada, porém, independente do equipamento usado, o bebê que está recebendo fototerapia deve ser monitorado, bem nutrido e bem hidratado.

Outras pessoas estão lendo

Motivos para usar fototerapia

O motivo primário para um recém nascido necessitar de fototerapia é um nível excessivamente alto de bilirrubina ou níveis que aumentam muito rápido. Qualquer um desses pode ser causado por infecção, doenças hepáticas, prematuridade ou doença metabólica. Quase todos os bebês saudáveis desenvolvem icterícia nos primeiros dias de vida, porém poucos requerem fototerapia. A bilirrubina é presente na bile no corpo e tem uma cor amarelo escuro. Ela é um produto da degradação de glóbulos vermelhos sanguíneos velhos. O fígado imaturo de um recém nascido é menos eficiente na degradação de bilirrubina. Isso causa um acúmulo de bilirrubina, levando a um coloração amarelada da pele (icterícia). A fototerapia ajuda o bebê a metabolizar o excesso de bilirrubina no sangue. De acordo com a WebMD, um estudo da Johns Hopkins University em 2002 mostrou que a bilirrubina é um antioxidante que protege as células do bebê de danos.

O procedimento

O lugar mais comum para um recém nascido receber fototerapia é no hospital. Se esse for o caso, ele será colocado em uma incubadora que parece com uma caixa de plástico. Ela é uma cama confortável para o bebê e o ar dentro dela é aquecido. O bebê ficará despido e usará protetores oculares para proteger os olhos. Em alguns casos, a fralda será aberta para expor o máximo possível de pele à luz. Se ele for incapaz de mamar no peito ou na mamadeira, ele receberá fluido intravenoso para se manter hidratado. Quanto mais ele urinar e fizer cocô, mais rápido a bilirrubina será eliminada. Você poderá pegá-lo por períodos curtos para segurá-lo e amamentá-lo. Geralmente a luz de fototerapia irá incidir de cima da incubadora. Para alguns bebês, uma segunda fonte de luz é usada na frente da cama.

Fototerapia domiciliar

A fototerapia domiciliar utiliza luzes de halogênio, onde as luzes são embutidas em "cobertores" que podem envolver seu bebê ou em camas especiais. Nesses casos, o bebê não precisa de protetores oculares, pois a luz não incide nos olhos. A fototerapia domiciliar não é apropriada para todas as situações. O seu pediatra irá te ajudar a decidir se ela é apropriada para seu bebê.

Tempo de tratamento

Os exames de sangue determinarão quanto tempo seu bebê precisará da fototerapia. O tratamento dura de um a vários dias, dependendo da velocidade com que os níveis de bilirrubina se estabilizam.

Equívocos sobre a luz solar

Apesar da luz solar ser, por definição, a parte "foto" da fototerapia, ela não é apropriada para tratamento de bebês com bilirrubina elevada. A exposição ao sol pode resultar em queimaduras e, para que qualquer tipo de luz produza uma terapia efetiva, os bebês precisam ficar nus ou quase nus enquanto estiverem expostos à luz; a maioria dos recém nascidos não é capaz de manter uma temperatura corporal estável fora de casa, especialmente se eles estiverem despidos. A fototerapia clínica no hospital ou em casa é uma opção segura.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível