Sobre a madeira utilizada na construção de guitarras e violões

Escrito por cara batema Google | Traduzido por luiz felipe ribeiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sobre a madeira utilizada na construção de guitarras e violões
A madeira utilizada para construir uma guitarra ou um violão afeta a sua sonoridade (Guitar image by Chad Perry from Fotolia.com)

Conhecer as madeiras utilizadas na construção de guitarras e violões é importante não só para qualquer guitarrista ou violonista, mas também para qualquer pessoa interessada em comprar um desses instrumentos, pois você vai querer ter certeza de que o instrumento tem a sonoridade certa para o seu estilo. Luthiers, ou artesãos que fabricam instrumentos, escolhem suas madeiras cuidadosamente para obter o timbre desejado. Seja você um luthier ou simplesmente alguém interessado em guitarras, você sairá ganhando se souber os tipos de madeira usados para construir guitarras e violões e as sonoridades que elas produzem.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

As madeiras mais comumente utilizadas na construção de guitarras e violões são basswood (tília), ash (freixo), spruce (abeto), cedar (cedro), rosewood (jacarandá), mahogany (mogno), maple (bordo), walnut (nogueira) e ebony (ébano). Basswood, ash, spruce, cedro e mogno são madeiras leves. Walnut, maple e rosewood são mais pesadas e densas do que outras madeiras; rosewood é a mais oleosa e pesada das três. Ébano é uma madeira muito dura, usada principalmente para escalas. Combinações comuns de madeiras para violões incluem tampo de spruce ou cedro e laterais e fundo de rosewood. Basswood e ash são comuns em guitarras.

Usos

O corpo da guitarra é normalmente feito de basswood, ash, mogno, walnut, maple, rosewood ou spruce. O braço é feito de maple, mogno ou rosewood; a escala é geralmente feita de ébano, mas pode ser feita também de rosewood ou maple. Madeiras mais pesadas são as mais usadas na fabricação de braços e escalas, pois as madeiras mais macias não são tão duráveis.

Função

Diferentes tipos de madeira afetam o peso, a sonoridade e a aparência do instrumento. Certas madeiras são escolhidas pela facilidade com que podem ser pintadas ou escurecidas. Por exemplo, o basswood pode ser facilmente pintado e o walnut fica bonito com acabamento à óleo, mas é difícil fazer o acabamento do rosewood. O peso da madeira pode influenciar na escolha do instrumento, então madeiras leves como basswood, spruce e cedro são comuns. Talvez o mais importante fator que afeta a escolha da madeira utilizada em uma guitarra é a sonoridade que ela produz, de forma que as madeiras são escolhidas e combinadas para que se obtenha o som desejado.

Relações

A madeira utilizada na construção de uma guitarra ou violão afeta o seu timbre. Basswood reduz as frequências mais altas e mais baixas, focalizando na nota fundamental. Os agudos e graves de um instrumento de ash são mais claros do que o de basswood. O mogno tem graves e médios mais pesados, o que possibilita um número maior de harmônicos. O walnut tem um timbre brilhante. O maple produz sons estalados e agudos. Spruce e cedro têm graves, médios e agudos pronunciados, e é ressonante. Rosewood tem um ótimo sustain e um timbre mais encorpado nos médios e agudos.

Considerações

As principais considerações ao se escolher uma guitarra ou um violão são seu peso, sonoridade e aparência. Tente tocar com vários instrumentos que tenham diversas combinações de madeiras. Não há duas guitarras que soem exatamente iguais, e mesmo que as madeiras sejam as mesmas em dois instrumentos, eles podem soar diferentes. Tenha também em mente que o timbre da madeira pode se modificar com o passar do tempo. Não compre um instrumento que você ache muito pesado, ou que faça você se sentir desconfortável ao tocar sentado ou em pé. Algumas madeiras podem ter o som que você prefere mas podem ser caras; rosewood e spruce tendem a ser mais caras, devido ao fornecimento limitado, enquanto maple e walnut são relativamente baratas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível