Sobre serras de esquadria

Escrito por wade shaddy | Traduzido por andré schwarz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sobre serras de esquadria
Cortes de esquadria são essenciais à marcenaria e carpintaria (construction tools, saw image by Greg Pickens from Fotolia.com)

Um corte de esquadria é aquele feito a um ângulo diferente de 90º. É feito em materiais que, aos pares, formam um ângulo reto. Geralmente, é obtido ao passar uma peça por uma direção da mesa de corte e a outra peça na direção oposta.

Outras pessoas estão lendo

Uso comum

Tais cortes são muito comuns em armários, móveis e acabamentos em madeira. Eles permitem que os moldes de bases e topos se juntem de forma harmoniosa nas pontas e são indispensáveis para a construção de armários com pontas octogonais ou em qualquer outra forma que não seja retangular. Os cortes mais comuns têm 45º ou 22,5º e são também utilizados na construção de edifícios, principalmente em treliças medindo 5 cm de largura e 10 cm de profundidade usadas na estrutura de telhados.

Cálculo dos ângulos

Para que dois desses cortes de juntem de maneira apropriada, deve-se fazer cortes com ângulos complementares. Assim, se um ângulo de uma peça for de 30º, o da outra terá de ter 60º. Para achar os ângulos adequados, pode-se utilizar cálculos trigonométricos complicados, mas a maioria dos marceneiros o fazem por tentativas: cortam pedaços, os encaixam e testam e vão aparando conforme necessário. Um profissional experiente pode formar o ângulo desejado mais complexo, dessa forma, em minutos.

Serra de esquadria ou de mesa

Carpinteiros e marceneiros fazem tais cortes de várias maneiras. Para fazer armários, cortando grandes tablados de madeira compensada, usam serras de mesa configuradas para cortar a 45º, passando as tábuas rentes à superfície. As serras de esquadria, por sua vez, são utilizadas para tábuas e material de molduras. Pode-se calibrar os esquadros das mesas para tal fim, sendo melhor a utilização de serras destopadeiras, ou uma combinação de serras diferentes. As peças saem com uma ponta muito fina que se quebrará caso o profissional não use uma serra de boa qualidade.

Cortes compostos

Outros cortes complicados são os compostos, utilizados para entalhes no topo de móveis finos e em outras situações nas quais a peça a ser trabalhada não fica rente à mesa. Para tal fim, desalinha-se a serra a um certo ângulo e configura-se o esquadro em outro. Isso forma emendas parecidas com as de moldes de quadros do tipo vitrine, cujos cortes, mesmo voltados para fora, mantêm as pontas em 90º. Uma combinação comum seria esquadrinhar a peça a 45º, e desalinhar a serra em 10º.

Cortes agudos

A maioria das serras de mesa, esquadros, e serras de esquadria portáteis vêm com configurações predeterminadas para ângulos de 45º e 22,5º, mas podem cortar qualquer ângulo no intervalo. No entanto, elas não cortam ângulos maiores que 50º. É possível fazê-los colocando as peças em apoios, o que diminuiria o ângulo na ponta cortada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível