Sobre a tática israelense de luta com facas

Escrito por caitlin kelly | Traduzido por lucas schiavo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sobre a tática israelense de luta com facas
Técnica de luta com faça israelita (http://www.segalsata.com/admin/pgimages//HaganahLogo.jpg, http://www.total-solutions.net/Products/Product_Pics/SHEFFIELD/SH71690.jpg)

As rigorosas condições de vida no Oriente Médio levou ao desenvolvimento de inúmeras técnicas de luta, incluindo a tática israelense de luta com facas. Essa forma de luta é parte de uma gama mais ampla de artes marciais israelitas.

Outras pessoas estão lendo

Geografia

A técnica israelita de luta com faca foi desenvolvida em Israel. É praticada lá, mas pouco em outros países do mundo. Israel está no Oriente Médio, o qual tem um clima rigoroso que demanda que os habitantes sejam fortes e capazes de sobreviver. Embora Israel tenha desde desertos a litorais em seu território, esse estilo de luta foi desenvolvido para ser usado nos centros urbanos.

História

Essa forma de luta é chama de Haganah e foi desenvolvida por um grupo paramilitar israelense de mesmo nome entre 1920 e 1930. Este grupo, cujo nome significa "defesa" em hebreu, foi criado para proteger os primeiros assentamentos judeus. O grupo Haganah desenvolveu seu estilo especifico de luta e autodefesa, o qual foi ensinado e usado para proteger os assentamentos de ataques e roubos. Hoje, a técnica é ainda ensinada como forma de autodefesa em Israel.

Função

A luta tática com faca no sistema Haganah procura defender contra o atacante, em qualquer circunstância. Ensina os praticantes a evitar uma situação, se possível; se não, a pessoa deve tentar desarmar completamente o seu oponente, já que ninguém pode determinar qual é a sua verdadeira intenção, e não desarmando-o poderá colocar a vida de uma vítima em risco. Os estudantes do Haganah são ensinados a, quando atacados, mudar a sua mentalidade de vítima para predador, para que dessa forma possam tomar controle da situação.

Táticas

Há dois segmentos na luta Haganah. O primeiro foca nas táticas mão-a-mão, como o que fazer quando o atacante tem uma arma mas a vítima não. O segundo aspecto é o combate armado, o qual inclui a luta israelense com facas. Não há regras específicas para a luta com facas, e cada movimento baseia-se nele mesmo. Os estudantes são ensinados a reconhecerem padrões de movimentos para melhor prever o que o seu oponente ira fazer e, assim, impedi-lo. Os movimentos e técnicas são projetadas para rapidamente causar danos e, de forma eficiente, incapacitar o oponente.

Sobre a tática israelense de luta com facas
Haganah

Influências

A luta de facas israelense, e o Haganah como um todo, estão em desenvolvimento constante. O que começou com fazendeiros revezando-se para tomar conta de suas fazendas, transformou-se em um método efetivo de autodefesa, adaptável a quase qualquer situação. A habilidade dessa técnica de servir para a maioria de situações de autodefesa é a constante adição de novas técnicas e influências. Por exemplo, instrutores de Haganah mantêm-se atualizados em informações e conselhos da Colégio de Defesa Israelista Anti-Terrorismo e suas Unidades de Força Especial. Essa constante inclusão de novas informações faz da luta israelita de facas uma forma de defesa altamente efetiva e poderosa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível