Sobre os tipos de uso de chapas de impressão offset

Escrito por t.c. edere | Traduzido por marina pastore
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sobre os tipos de uso de chapas de impressão offset
Chapas de impressão devem trabalhar em prensas de alta velocidade (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

A impressão offset, ou litografia, é uma impressão indireta. Ela é diferente do método muito mais antigo de impressão tipográfica, no qual a superfície elevada da chapa com tinta entra em contato direto com o produto que está sendo impresso. Na impressão offset, a superfície plana da chapa com tinta primeiro transfere sua imagem para um cilindro, que então imprime o substrato, como é chamado o papel, papelão, plástico ou até metal. As gráficas têm diversas opções de tipos de chapas de impressão offset que podem usar, dependendo do trabalho de impressão.

Outras pessoas estão lendo

Conceitos básicos

Todas as chapas de impressão offset funcionam a partir dos mesmos dois princípios: hidrofobia e higroscopia. Estes termos significam que algumas substâncias atraem água, e outras, como gordura, a repelem. Substitua "água" por "tinta solúvel em água". A chapa de impressão offset vai aceitar tinta do suprimento de tinta, ou fonte, apenas onde você quiser – na imagem que você vai imprimir. As partes da chapa em que você não quiser tinta vão repeli-la e continuar vazias.

Diazo e fotopolímero

As chapas offset podem ser feitas da mesma forma que fotografias são produzidas: com luz. As chapas de diazo e de fotopolímero são cobertas por compostos orgânicos sensíveis à luz. Estas chapas são expostas a luz que passou por um negativo da imagem que você quer imprimir. Elas são, então, reveladas quimicamente e colocadas na prensa. O fotopolímero é considerado mais resistente do que as chapas de diazo, então, impressões mais longas são possíveis com ele, sem ter que trocar as chapas de impressão.

Haleto de prata

Estas são chapas fotossensíveis também, mas, ao invés de compostos orgânicos, elas usam um composto de prata, como o filme fotográfico em preto e branco. As chapas geralmente têm um fundo de alumínio, ao invés do de borracha ou plástico usado em outros tipos. A prata é um metal precioso, e estas placas são sempre reprocessadas após o uso para recuperar o metal.

Eletrostática

Assim como a água não gosta de gordura, os elétrons não gostam de outros elétrons. Este é o princípio por trás das placas eletrostáticas, que funcionam como o tambor da sua impressora a laser ou fotocopiadora. O fotocondutor na chapa, dependendo de estar sensibilizado ou não, vai atrair ou repelir o toner (que é um pó semelhante à tinta armazenado em pequenas esferas de plástico, para melhor manuseio). Depois que o produto é impresso, o calor fixa o toner no lugar.

Bimetal

Conforme o nome sugere, estas chapas são feitas de dois metais, cobre em aço ou cromo em cobre. Depois, são cobertas com um polímero fotossensível. Mais resistentes, mas também mais caras do que outras chapas, as bimetais são econômicas apenas para impressões muito longas.

Placas especiais

Chapas sem água, em que o alumínio segura a tinta e a borracha a repele, são usadas para imprimir papéis especiais. O cliente quer fazer com que a quantidade de tinta que se espalha ao atingir o papel seja mínima. Chapas de ablação carregam imagens digitais, que são estampas de pequenos pontos queimadas na chapa com lasers guiados por computador. Em placas termossensíveis, a imagem é feita com luz infravermelha guiada por computador. As chapas são, então, submetidas a calor para endurecer. Menos produtos químicos significam maior respeito pelo meio ambiente, de acordo com os fabricantes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível