Como são as tradicionais roupas holandesas

Escrito por sam jones | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

As roupas holandesas têm origem no país atualmente chamado Países Baixos, que contém 14 províncias e, cada uma, tem suas vestimentas tradicionais. O tipo de vestido mais conhecido, considerado o traje nacional, veio do sul da província de Voldendam e ainda é usado pelas mulheres holandesas para apresentações aos turistas.

Outras pessoas estão lendo

Cobertura da cabeça

Em todas, exceto por uma província, as mulheres holandesas colocavam um tipo de cobertura na cabeça feito de renda ou de um tecido mais duro. Algumas delas usavam uma pequena touca rendada, outras tinham uma longa cobertura de renda, que descia até abaixo dos ombros, e outras vestiam um chapéu branco e pontudo, também de renda. Algumas dessas toucas eram amarradas com um laço debaixo do queixo, outras não.

Os homens também usavam chapéus, embora fosse mais comum usarem quando estavam ao ar livre. Alguns tinham chapéus de abas largas enquanto que outros ostentavam um chapéu tradicional de pescador ou uma boina. O vestuário infantil era baseado no do adulto.

Corpetes e camisas

A parte superior do vestuário feminino consistia de, no mínimo, duas camadas. A primeira sempre tinha mangas — curtas, na altura dos cotovelos ou até os pulsos — geralmente de cor escura, mas, às vezes, essa camada era branca com a parte exterior possuindo alguma cor.

A segunda camada da maioria dos vestidos era presa à cintura da saia, mas uma ou outra tinha uma túnica colorida que era vestida sobre uma saia mais escura. Algumas mulheres usavam coletes bordados e bem justos.

Os homens vestiam camisas largas, algumas brancas e outras azul-marinho convencional com duas fileiras de botões de bronze na frente. Muitos usavam um colete ou suspensório.

Saias e calças

As mulheres holandesas tinham saias modestas, geralmente de cores sombrias. Algumas eram apertadas na altura da cintura enquanto outras iam até os tornozelos e tinham pregas. Os homens tinham calças escuras, largas que iam até os joelhos ou até os tornozelos. Meias longas acompanhavam as calças mais curtas. Na província de Twente, os homens usavam casacos escuros com mangas até os pulsos.

Calçados

Apesar das pessoas de vilarejos e cidades usarem sapatos de couro no estilo europeu, as de zonas rurais calçavam os famosos sapatos de madeira, chamados "klompen", que também eram usados em muitos países europeus, como Espanha, Bélgica e Alemanha. Tradicionalmente entalhados à mão, simples e sem pintura, eles eram perfeitos para o solo pantanoso das terras baixas que compunham os campos daquela área. Até hoje, eles são usados por fazendeiros e outras pessoas que vivem em áreas rurais pantanosas.

O segredo para usar os duros klompen de madeira está nas meias grossas de lã que as mulheres holandesas sabem como tricotar de modo a deixar os pés aquecidos, secos e que não produza atrito com o sapato.

Acessórios

O acessório mais comum era o avental, usado pela maioria das mulheres holandesas. Seja curto e florido ou longo até o chão e simples, com uma cor suave ou branco, com ou sem renda, esses itens definiam a mulher e a província onde ela vivia. Algumas carregavam bolsas de malha na cintura e outras tinham xales curtos que também eram presos à cintura. Em algumas províncias, tanto homens quanto mulheres usavam suspensórios. Para os ricos, joias de diamantes, ouro e prata eram encontradas em Amsterdã desde os anos 1500.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível