Mais
×

Como sobreviver a um tiro

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Sobreviver a um ferimento de bala depende muito de receber atendimento médico o quanto antes. Enquanto isso não ocorre, o que vale mesmo é o estado mental da vítima. Se você ou alguém próximo é atingido por um tiro, é crucial manter a calma e agir corretamente. Os passos abaixo delineiam os pontos mais importantes.

Instruções

Sobreviva a um ferimento causado por bala (Kevork Djansezian/Getty Images News/Getty Images)

    Fui alvejado e agora?

  1. Siga determinado a sobreviver ao ferimento. Verifique se o dano causado é passível de fatalidade e faça uma lista mental de razões para sobreviver. Faça um compromisso silencioso consigo mesmo e sua família para sobreviver.

  2. Ligue para o 190 e busque atendimento médico o quanto antes.

  3. Mantenha-se se calmo para diminuir as chances de elevação na pressão sanguínea ou choque. Concentre-se em respirar normalmente. Eleve a cabeça para facilitar a respiração.

  4. Tente formar imagens mentais que induzam a um estado de calmaria para diminuir a taxa de batimentos cardíacos. Pense em um ente querido, família, um amigo ou um bichinho de estimação. Imagine que estes estejam por perto.

  5. Resista à tentação de olhar para o ferimento ou tentar cuidar do mesmo. Pressione a região para parar o sangramento. Use um cartão de crédito para cobrir uma ferida no peito.

  6. Peça ajuda às pessoas por perto. Faça com que alguém aplique pressão ao local afetado ou faça um torniquete acima do ferimento a um membro. Peça um cobertor ou algo para se cobrir e preservar a temperatura corporal.

  7. Peça para alguém isolar a área e manter as pessoas afastadas. Peça para outra pessoa ficar de guarda perto de possíveis cartuchos de bala ou a arma, caso fiquem para trás.

Dicas

  • Espere a polícia ser notificada pelo hospital. Forneça o máximo de informações sobre o atirador para amigos que estavam no local, testemunhas ou a própria polícia.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article