Como usar solventes naturais com tinta a óleo

Escrito por barrett barlowe | Traduzido por edeburges maria mello de souza edeburges
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como usar solventes naturais com tinta a óleo
Materiais de arte (paint brushes image by The Blowfish Inc from Fotolia.com)

Os solventes naturais funcionam bem com tintas a óleo. Eles também são chamados de tíner ou diluentes. Adicione solvente par ralear e suavizar a tinta a óleo comercial. A terebentina é conhecida como o melhor solvente natural. O tipo mais encontrado de terebentina é derivado de resina ou goma de pinheiro, que é destilada e purificada. O líquido resultante da mistura de tinta com o óleo não altera a estrutura química da tinta. A evaporação é rápida. Os ligantes de petróleo, como óleo de linhaça ou papoula, também se misturam com pigmentos de óleo. Eles suspendem e distribuem o pigmento ao invés de ralearem, criando o que compramos em tubos. Misture tintas a óleo espremidas de bisnagas com um pouco de óleo de linhaça extra para aumentar a fluidez e funcionalidade da tinta.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Tintas de pigmento a óleo
  • Paleta artística
  • Espátula de pintura
  • Terebentina de nível artístico
  • Óleo refinado de linhaça
  • Recipientes de metal ou vidro
  • Pincel
  • Papel toalha
  • Tela

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Abra uma lata de terebentina e encha 1/4 de dois frascos de metal ou de vidro. Coloque um pincel limpo em um dos recipientes.

  2. 2

    Esprema um pouco da tinta em sua paleta de artes. Adicione algumas gotas de óleo de linhaça para a pintura. Pressione a tinta com a espátula e misture-a com o óleo, até que se incorporem.

  3. 3

    Retire o pincel do recipiente cheio de terebintina. Pressione sua ponta suavemente contra o lado do frasco para retirar o excesso de solvente de suas cerdas.

  4. 4

    Balance o pincel na mistura de pigmento com o óleo de linhaça. Note que a pintura afina-se em termos de consistência, tornando-se mais fluida. Molhe o pincel com a mistura de tinta.

  5. 5

    Pincele ao longo da tela distribuindo o pigmento. Engrosse a mistura de tinta adicionando mais pigmento na paleta, caso a tinta escorra. Adicione mais óleo se a tinta não fluir suavemente. Adicione mais terebentina caso a pintura esteja muito grossa e difícil de usar.

  6. 6

    Adicione mais pinceladas em sua tela até terminar a pintura. Coloque o pincel usado no segundo frasco de vidro cheio de terebentina. Agite o pincel no solvente para dissolver e remover qualquer sobra de tinta. Retire-o e pressione-o com um papel toalha, para secá-lo.

  7. 7

    Cubra os dois recipientes. Espere algumas horas e, em seguida, pegue o recipiente que foi usado para limpar o pincel. Derrame a terebintina para eliminar a tinta depositada no fundo do recipiente. Deixe o recipiente coberto e guardado em algum lugar para ser usado em sua próxima sessão de pintura.

Dicas & Advertências

  • Óleo de linhaça prensado a frio é caro, porém estável. O óleo de papoula tende a clarear e rachar após a secagem.
  • Sempre use solventes naturais em interiores bem ventilados ou exteriores.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível