×
Loading ...

Como é o dia de trabalho de um soprador de vidros?

Atualizado em 23 março, 2017
A arte de soprar vidros é antiga, mas ainda é desconhecida por muitos (Comstock Images/Stockbyte/Getty Images)

Introdução

A técnica de soprar vidro existe há séculos. Sendo um dos métodos mais populares de modelagem deste material, ele consiste no uso de uma zarabatana (tubo de ferro oco) para inflar uma peça pequena de vidro fundido. Os sopradores são profissionais que dominaram todas as ferramentas e técnicas necessárias para realizar o trabalho apropriadamente. Estas existem desde, aproximadamente, o ano 50 d.C., mas a informação real disponível sobre o que exatamente os sopradores de vidro fazem é limitada. Nesse artigo, nós iremos aprender como é o dia de trabalho destes profissionais.

Loading...

História

A arte de soprar vidros tem suas origens na Síria dominada pelo Império Romano. A forma de fabricação do material permaneceu a mesma ao longo dos séculos, mas a técnica evoluiu. O vidro é composto por areia, cal, cinzas e potassa. Antigamente, o formato era produzido embrulhando materiais feitos com vidro quente em núcleos e moldes. Depois do ano 50 d.C., a técnica de sopro se tornou uma prática popular e rapidamente foi disseminada para outras partes do mundo.

Maneiras de soprar vidro

Existem duas formas comuns para soprar vidro. A informal utiliza calor e uma vara de ferro ou aço inoxidável para modelagem. São necessárias três fornalhas: uma regular para manter o calor; um poço para moldar e manipular o vidro por meio do aquecimento e reaquecimento; e outra para temperar e esfriar o material, de modo a reduzir o estresse térmico.

A outra forma de soprar vidro é por meio de lâmpadas. A vara e o calor também são utilizados nessa técnica. Entretanto, em vez das fornalhas, se usa lâmpadas a álcool e foles. Este é considerado um método antiquado, mas ainda é utilizado primariamente na criação de contas, manequins, esculturas, tubos de ensaio e miniaturas de vidro.

Ferramentas necessárias

Além da fonte de calor, da zarabatana e da vara, os sopradores de vidro precisam de outras ferramentas importantes para ajudá-los a completar seu trabalho. Uma mesa feita de material resistente e plano se torna a área onde o vidro é aberto depois de ser coletado pela zarabatana. Os blocos são outra ferramenta comum usada pelos profissionais para moldar e dar forma ao vidro. Eles utilizam uma estação de trabalho, ou um móvel, para continuar manipulando o material. Outras ferramentas são pinças grandes para fazer ajustes detalhados e tosadores para cortar o vidro.

Dia de trabalho típico de um soprador de vidro

A primeira tarefa do soprador de vidro é chegar a seu local de trabalho, onde suas ferramentas e fornalhas ficam situadas separadamente e em áreas específicas dentro de um cômodo. Vários profissionais utilizam seções diferentes nessa sala e, para um observador leigo, o momento em que eles começam a trabalhar parece uma típica aula de arte. Usando cálculos e formas precisas, o vidro moldado é aquecido até chegar a um estado quase líquido. Depois, ele é coletado por meio da zarabatana e soprado para alcançar a forma de um globo por trabalhadores especiais chamados artistas sopradores. Os globos são, posteriormente, colocados na mesa para serem abertos. A zarabatana é usada novamente para soprar uma bolha de ar no vidro plano. O material estará, nesse momento, pronto para tomar forma.

O vidro é levado para a estação de trabalho, onde é moldado e manipulado no formato desejado. As pinças e os tosadores são usados para dar os toques finais.

Loading...
Loading ...
Loading ...