Sulfato de cobre para controle de plantas aquáticas em lagoas

Escrito por eoghan mccloskey | Traduzido por daniel tamayo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sulfato de cobre para controle de plantas aquáticas em lagoas
Controlando ervas daninhas em lagoas (John Foxx/Stockbyte/Getty Images)

Manter uma lagoa próxima à sua casa pode ser uma forma excelente de diversificar a flora e fauna do ambiente externo. As lagoas atraem várias espécies de plantas, animais e insetos que não seriam encontradas de outra forma. Como qualquer outro projeto de jardinagem, porém, manter uma lagoa saudável requer manutenção e prática. O controle de plantas aquáticas é a principal dessas práticas, e os herbicidas podem ser ferramentas vitais para lutar contra plantas invasivas e competitivas.

Outras pessoas estão lendo

Ervas daninhas aquáticas

Há diversas espécies de plantas aquáticas que podem ser consideradas ervas daninhas invasivas. Provavelmente, a mais comum são as algas; um crescimento excessivo de algas pode ameaçar outras plantas e animais na lagoa, competindo com as espécies por luz do sol e oxigênio. Outras plantas como as Lemnoidae podem crescer fora de controle e cobrir toda lagoa, bloqueando a luz do sol para outras plantas e animais. Mesmo plantas consideradas benéficas para a vida aquática podem se tornar daninhas se crescerem muito.

Recomendações de herbicida

Você precisa escolher um herbicida de acordo com as espécies específicas que estão causando problemas na lagoa, já que as fórmulas são sempre específicas para uma gama de espécies. Alguns exemplos de herbicidas comuns incluem: sulfato de cobre, quelatos de cobre, diquato de dibromido, endothall, fluridone, glifosfato e outros. O sulfato de cobre é o mais barato e mais comum, usado como herbicida para algas e outras plantas daninhas aquáticas. Ele não está propenso a danificar outras plantas aquáticas da lagoa, então, você não deve se preocupar com danos a outras plantas.

Métodos de aplicação

Sempre siga as instruções impressas do fabricante com cuidado. O sulfato de cobre é tóxico para ovos de peixe, então, certifique-se de fazer o tratamento no período adequado para não coincidir com a estação de desova. A toxicidade para o ovo é pior em águas alcalinas, então é recomendável testar a acidez da água da lagoa antes de começar o tratamento. A alcalinidade também compromete a eficácia do sulfato de cobre como herbicida, aumentando a importância do teste de acidez. O sulfato é um herbicida de contato, tornando essencial o contato direto com a vegetação para um controle bem sucedido.

Outras considerações

Assim como no caso de controle de ervas no solo, o controle de ervas aquáticas é melhor através de uma abordagem integrada que combine métodos mecânicos, como puxar manualmente as plantas e manter um mínimo de um metro de profundidade, já que águas rasas favorecem o crescimento de ervas daninhas. Use herbicidas apenas quando necessário. Uma abordagem integrada como essa pode manter a lagoa saudável e livre de ervas daninhas enquanto minimiza sua dependência de herbicidas químicos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível