O que tarântulas comem?

Escrito por epami pappel | Traduzido por ana beatriz de menezes gomes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que tarântulas comem?
Abandonada, mesmo um grilo pode ferir uma tarântula em cativeiro durante a sua fase vulnerável de muda (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Pode ser difícil de acreditar que tarântulas estão relacionadas com os ácaros, mas ambos são aracnídeos - artrópodes de oito patas com dois pares de apêndices especiais para a alimentação, chamados de quelíceras e pedipalpos. Ao contrário de ácaros, no entanto, tarântulas são carnívoras, caçam e perseguem suas presas vivas. Anexado ao seu poderoso veneno, suas quelíceras são injetáveis ​​presas e têm dentes pequenos que ajudam a fornecer um aperto incapacitante.

Outras pessoas estão lendo

Caça na natureza

Ao invés de fazer teias para capturar insetos, como muitas outras aranhas fazem, uma tarântula pega sua comida em pé, o que significa que ela precisa ser rápida e ágil. Em estado selvagem, as tarântulas comem todo tipo de insetos. Tarântulas maiores podem comer rãs, sapos e pequenos roedores, além de algumas espécies arborícolas, até mesmo emboscar pequenas aves. Tarântulas geralmente deslocam-se e atacam suas presas durante a noite.

Alimentação de tarântulas como animal de estimação

Tarântulas de estimação são alimentadas com uma dieta principalmente de grilos "engordados" que são espalhados com um suplemento vitamínico e mineral. Engordar refere-se ao processo de alimentação dos insetos com alimentos nutritivos durante vários dias antes de oferecê-los como alimento vivo para a tarântula. Insetos, como minhocas e baratas, podem ser adicionados para a variedade. No caso de tarântulas maiores, podem ser oferecidos filhotes de ratinhos ou lagartixa.

Digestão interna

Limitada por seus tubos do estômago estreitos, aranhas, como outros aracnídeos, não podem comer alimentos sólidos. Elas expelem enzimas digestivas que ajudam a liquefazer a sua presa para a ingestão. Depois de imobilizar a presa, a tarântula mastiga-a com a suas poderosas quelíceras enquanto a cobre com enzimas digestivas. As contrações dos músculos que rodeiam a flora do estômago ajudam a tarântula a sugar a presa liquefeita através de sua boca até os meados do intestino.

Digestão interna e armazenamento de alimentos

Enquanto a área do estômago da sucção na parte da frente da tarântula age como uma bomba, os meio do intestino tem áreas digestivas chamados cecal. Estas bolsas cecas servem como áreas de armazenamento que ajudam ainda mais na decomposição do alimento liquefeito e extrair nutrientes, em seguida, passam para a corrente sanguínea. O liquido cecal é a maior parte do peso de uma tarântula.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível