A técnica de pintura de Cezanne

Escrito por contributing writer | Traduzido por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A técnica de pintura de Cezanne
Ironicamente, o "Pai do Modernismo" é considerado pós-modernista por muitos

Cézanne inspirou inúmeros artistas e movimentos inteiros por mais de um século, o que lhe rendeu o título de “Pai do Modernismo”. Apesar de ter vivido durante os dias de glória do Impressionismo e ter frequentemente utilizado técnicas impressionistas, seus métodos mudaram drasticamente ao longo de sua vida e ele é com mais frequência considerado um pós-modernista. Cézanne foi um inovador, com uma ética de trabalho incansável. Ele muitas vezes pintava a mesma cena centenas de vezes, explorando diferentes técnicas e cores.

Outras pessoas estão lendo

Geometria

Cézanne criou suas inovadoras naturezas mortas ao reduzir cada figura a suas formas geométricas básicas, consistindo em esferas, cones e cilindros. Ele sentia que tudo que existe era feito dessas três formas e que ao focar nelas, sua arte representaria a vida com realismo. O fato de ele ter adotado esse princípio resultou em notável profundidade. O realismo era muito importante para Cézanne e sua ausência no Impressionismo foi um dos defeitos que ele viu naquela forma de expressão.

Cores/Tons

Cézanne usou cores mais escuras no início de sua carreira, mas sua paleta foi ficando mais clara com o tempo, provavelmente por influência do Impressionismo. Ele é muito conhecido por utilizar pinceladas unidimensionais no início, voltando depois para acrescentar tons claros e escuros para criar um efeito tridimensional. Suas pinceladas iniciais eram simples cores primárias que ele misturava na tela em vez de na paleta. Isso o diferenciava dos impressionistas da época com seu uso de cores brilhantes. Conforme Cézanne amadurecia, ele misturava e mesclava menos as cores, por isso suas formas eram manchas de cores distintas. Esse método influenciou muito os pintores cubistas. Cézanne utilizava a cor habilidosamente para dar profundidade e perspectiva a suas pinturas.

Estilo

Cézanne queria que suas pinceladas fossem visíveis ao observador, como a maioria dos impressionistas. Isso resultava em uma aparência menos polida, com a intenção de transmitir imediatismo. Ele costumava usar uma espátula em vez de pincel para conseguir esse efeito. A inspeção mais detalhada de suas pinturas em geral revela centenas de pinceladas curtas, um exemplo do perfeccionismo de Cézanne e de sua atenção aos detalhes. Ele levava o realismo a sério, mas muitas vezes sacrificava a exatidão da perspectiva e da escala em favor de uma cena mais cheia e mais expressiva. Apesar de Cézanne ter participado da primeira grande exibição impressionista, ele logo se sentiu rejeitado pelo movimento. Um desentendimento com Emile Zola separou Cézanne da cena impressionista para sempre. Sua atenção às formas geométricas foi influência decisiva para o desenvolvimento do Cubismo, uma das poucas coisas a respeito das quais Picasso e Matisse concordavam.

A técnica de pintura de Cezanne
O prato parece estar caindo? Cézanne era capaz de sacrificar a perspectiva para obter o efeito artístico único que desejava

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível