Técnicas básicas de laboratório para o ensino de química

Escrito por kristen gonsoir | Traduzido por pamela oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Técnicas básicas de laboratório para o ensino de química
Sempre faça medidas pela parte de baixo do menisco (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O estudo da química requer dos alunos muitos exercícios de laboratório e, mesmo que os experimentos sejam diversos, eles normalmente envolvem técnicas de laboratório similares. Alunos de um curso introdutório de química devem ter um conhecimento de técnicas básicas de laboratório nas áreas de procedimentos de segurança, medidas, misturas e transferências, separações e aquecimentos.

Outras pessoas estão lendo

Procedimentos de segurança

Antes de começar os experimentos, os alunos devem ter um bom conhecimento de como usar os equipamentos de segurança do laboratório. Como a National Science Teacher's Association diz, "os professorem devem a seus alunos o cuidado". Óculos de proteção devem ser aprovados pela ANSI Z 87.1 e usados, os alunos devem saber a localização e o modo de uso do lava-olhos, dos extintores de incêndio, do cobertor anti-fogo e do chuveiro de segurança. O laboratório deve ser equipado com proteções de emergência para vazamentos de gás, e os alunos precisam saber a localização e o modo de operação dessas proteções. A National Science Education Leadership Association diz que todas tomadas do laboratório precisam ter um interruptor de circuito na altura do solo para a proteção tanto dos alunos como dos professores.

Medidas

Os alunos devem ter um conhecimento básico de como fazer medições com equipamentos normais de laboratório como provetas, balanças, termômetros e buretas e, quando estiverem determinando os números a ser usados em uma medida, devem observar o número de algarismos significativos — os algarismos significativos são aqueles que podem ser determinados com precisão pelos incrementos marcados no instrumento e mais um algarismo que é estimado. Outra técnica de medição que alunos de química devem entender é como ler o volume de um líquido com o menisco. Quando você mede um líquido com um menisco côncavo como a água, o volume deve ser lido na parte de baixo da curva e, ao se medir um líquido com um menisco convexo, como o mercúrio, o volume deverá ser medido no topo da curva.

Misturas e transfências

A maioria dos exercícios de laboratório de química requer misturar e transferir substâncias, e é importante que os alunos entendam a importância de não contaminar as soluções e reagentes do estoque. Substâncias que não foram usadas não devem nunca ser recolocadas no frasco de origem, pois podem ter sido contaminados, e devolvê-los contaminaria todo o suprimento. Para evitar contaminações, conta-gotas e pipetas não devem ser colocados diretamente em garrafas de reagentes. Um pouco da substância deve ser transferida para um pequeno béquer para que seja usada a pipeta ou o conta-gotas. Tampas e rolhas de garrafas de reagentes não devem ser colocados na bancada do laboratório enquanto a substância é retirada. Quando estiver transferindo um líquido, segure a garrafa de forma que o rótulo esteja voltado para a palma da sua mão para prevenir que ele seja danificado por qualquer gota que escorra pela lateral da garrafa. Quando diluir um ácido, sempre adicione o ácido lentamente à água.

Separações

Alunos frequentemente precisam separar misturas em experimento de laboratório. Uma das técnicas mais simples para separar um líquido de um sólido é a decantação. Decantar é simplesmente passar o líquido para outro recipiente sem arrastar o sólido. Filtrar é outra técnica para separar uma mistura, e a filtração por gravidade é uma das filtrações mais comuns feitas em um curso de química introdutório. Essa filtração também pode ser feita com a ajuda de vácuo, e o tipo de papel filtro ou pano usado para a filtração vai depender dos materiais sendo separados. Separações de misturas podem ser feitas em funis de separação ou buretas se os dois líquidos não forem miscíveis.

Aquecimentos

Muitos experimentos de química requerem aquecimento, que pode ser feito de diversas formas: bico de Bunsen, queimador de álcool, bico Trill, chapa quente ou manto de aquecimento. Óculos sempre devem ser usados quando se aquecer substâncias. Prenda cabelos compridos e evite roupas esvoaçantes quando estiver lidando com calor no laboratório e, ao estiver aquecendo substâncias em tubos de ensaio, segure-o em um ângulo e com um suporte apropriado, sempre apontando-o para longe de você e dos outros. É melhor preencher o tubo até apenas um quinto de sua capacidade quando for aquecê-lo. Béqueres e frascos sendo aquecidos devem ser preenchidos até um terço da capacidade e, quando aquecendo um líquido, pode-se usar pedrinhas de ebulição ou anti-projeção para um aquecimento mais uniforme. Líquidos inflamáveis não devem se aquecidos em chama direta — aqueça a líquidos inflamáveis em banhos de água.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível