Técnicas de fundição de ouro

Escrito por rose brown | Traduzido por luiz neves
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Técnicas de fundição de ouro
Fundir ouro permite que se possa moldá-lo em novas formas, como anéis (Pair of gold rings or bands for newlyweds 1 image by fotosergio from Fotolia.com)

O ouro é um metal precioso que é frequentemente usado em joias, assim como outros objetos de decoração finos. Os joalheiros e artesãos comumente fundem o ouro para moldá-lo e remodelá-lo em novas formas. Para fundi-lo apropriadamente, deve-se possuir um conhecimento básico de sua composição e ponto de fusão, assim como as ferramentas, equipamentos e técnicas corretas.

Outras pessoas estão lendo

Entendendo a composição do ouro

O ouro aparece em diferentes quilates, que incluem 10, 14, 18 e 24. Ele também existe em diferentes cores, como vermelho — também conhecido como rosa — verde, branco e amarelo. Diferentes quilates e cores de ouro contém diferentes metais. De fato, o único tipo de ouro que é puro — ou seja, que não contém nenhum outro metal que não seja ouro — é o amarelo de 24 quilates. O ouro amarelo de 18 quilates também possui prata e cobre, enquanto o de 10 quilates possui prata e cobre em maiores quantidades. O ouro verde contém ouro e prata, enquanto o branco possui ouro e cobre. Essas diferenças na composição explicam porque existem diferentes tipos de ouro, com diferentes pontos de fusão.

Conhecendo os pontos de fusão do ouro

O ponto de fusão é o número de graus Celsius no qual um metal se funde. O ponto de fusão do ouro depende de sua composição ou tipo. Por exemplo, o ouro amarelo de 18 quilates possui um ponto de fusão de 927 graus Celsius. O de 14 quilates possui um ponto de 879 ºC, enquanto o ouro branco de 10 quilates tem um ponto de 1079 ºC. Como se pode perceber, quanto mais puro o ouro, mais baixa a temperatura necessária para fundi-lo, portanto, demora mais para fundir ouro que está misturado com outros metais.

Usando um cadinho para fundir ouro

Um cadinho é um recipiente pequeno, em forma de cúpula, em que os metais são fundidos. Ele é altamente refratário — ou seja, ele reflete muito calor de volta para o metal. Antes de fundir o ouro, deve-se certificar-se de que o cadinho está limpo, para que o metal não fique contaminado. Também é necessário certificar-se de que o a bica de despejamento do cadinho está aberto, pois você provavelmente despejará o ouro em algum tipo de forma.

Tipos de maçaricos para fundir o ouro

Para fundir o ouro, é necessário um maçarico que alcance uma temperatura suficiente. Os maçaricos de butano, de propano e de oxiacetileno são boas escolhas para essa função. Um maçarico de butano pode chegar a uma temperatura de 1371 ºC, o de propano pode alcançar 2000 ºC, e o maçarico de oxiacetileno, que é também conhecido como maçarico a gás e oxigênio, combina acetileno com oxigênio, e pode alcançar até 3500 graus Celsius.

Outros equipamentos necessários para fundir ouro

Também é necessário possuir um fundente — uma substância feita de bórax que ajuda os metais fundidos a fluírem melhor — e um bastão de vidro, com o qual se pode mexer o ouro à medida que ele se funde.

Técnica básica para fundir o ouro

Uma vez que se tenha colocado o ouro que se quer fundir em um cadinho, adicione uma pitada de fundente nele. Então acenda seu maçarico e ajuste a chama para que ela não fique nem muito baixa nem muito alta. Aplique a chama diretamente ao ouro e tente mantê-lo completamente coberto pela chama do maçarico à medida que o funde. Use o bastão de vidro para mover o ouro enquanto o funde, e também para determinar seu estado. Funda o ouro o mais rápido possível e despeje-o em um molde assim que ele estiver fundido.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível