Técnicas de gravação para camadas vocais

Escrito por scott shpak | Traduzido por luiza horbach
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Técnicas de gravação para camadas vocais
As camadas podem ser feitas com um único cantor ou vários (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A chegada da gravação multifaixa abriu novas possibilidades para a textura sonora. Um dos primeiros usos da sobreposição foi as vozes duplas, que dão um novo som e também ajudam as que soam fracas sozinhas. Logo, várias camadas vocais foram adicionadas, transformando um artista solo ou banda pequena em um enorme coral. "Bohemian Rhapsody", do Queen, permanece como um exemplo impressionante do que as camadas vocais podem fazer.

Outras pessoas estão lendo

Prepare as faixas

Camadas frequentemente requerem um número grande de faixas a ser gravadas com rapidez, de forma que o processo siga sem problemas se o seu equipamento de gravação já estiver configurado antes. Nomeie as faixas como um guia de planejamento (Alto 1, Alto 2, etc). Prepare de nove a doze faixas e esteja pronto para fragmentá-las. Nesta fase, o planejamento irá ajudá-lo a manter-se organizado e evitar o apagamento acidental, enquanto você fizer todo o processo.

Comece a gravar

Nesta fase, grave os vocais sem equalização, compressão ou reverberação. Se você tiver mais de um microfone, escolha o que tiver o som mais fino para facilitar a mixagem depois. Para criar nove faixas em camadas, por exemplo, você deverá gravar três tomadas separadas de uma linha melódica, três tomadas de uma primeira harmonia e mais três tomadas de uma segunda harmonia. Você estará restringido a camadas apenas pelo número de faixas disponíveis.

Gravação alternativa

Outra maneira de criar um som em camadas é colocar três microfones em três distâncias diferentes do cantor. Para evitar o filtro comb e problemas de fase, ponha um microfone a 15 cm, outro a 45 cm e outro a 1,5 m do cantor. Cada microfone irá captar uma quantidade diferente de som na sala. O cantor precisa gravar apenas três passagens para criar nove faixas. O efeito será diferente de gravar nove passagens, mas pode ser apropriado. Combine as técnicas e você terá 27 faixas vocais.

Mixagem

As possibilidades de mixagem de camadas vocais são infinitas. Existem algumas regras gerais que podem servir como um ponto de partida. O "Roll off" agressivo de frequência baixa muitas vezes é uma boa opção para que as camadas não mascarem ou encubram o resto da sua faixa. Da mesma forma, o eco acrescentado deve ser equalizado, para tirar o foco das frequências baixas. A compressão agressiva, às vezes, pode deixar as camadas distintas sem as tornar barulhentas. O efeito panorâmico trabalha com as camadas espalhadas ou juntas. Tente os dois e veja o que funciona melhor no seu projeto.

Outras dicas e truques

Agrupe as camadas em partes, para que você possa alterar os níveis de todas as faixas de uma só vez. Se o seu projeto em camadas é uma uma música "a cappella", use pouca equalização e use compressores com cuidado, para manter o som natural. Camadas vocais, às vezes, podem enfatizar excessivamente letras de sons explosivos, como "P" e "T". Tire digitalmente o som desagradável de duas das três faixas de cada grupo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível