Técnicas para incrustar insetos em resina

Escrito por tatyana ivanov | Traduzido por bruno belli sinder
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Técnicas para incrustar insetos em resina
Insetos incrustados em resina (Duncan Smith/Digital Vision/Getty Images)

Insetos são incrustados em resina usando um processo de moldagem. Durante esse processo, uma resina sintética é misturada com um catalisador, ou polímero, que faz com que a resina endureça. A mistura é, então, despejada em um molde de silicone e depois um inseto é inserido. Assim que a resina secar, formará um matéria dura e transparente que irá preservar o inseto.

Outras pessoas estão lendo

Sobre a resina

A resina usada para incrustar insetos é um sintético de plástico misturado com um agente para endurecer, criando um molde transparente para preservar um inseto. Resinas sintéticas foram desenvolvidas para imitar resinas naturais de árvores, que são materiais grudentos e transparentes, produzidos por árvores coníferas, que endurecem quando ressecam. Resinas sintéticas também são feitas de poliéster ou acrílico, embora resinas de plástico sejam mais usadas para incrustar insetos. Insetos incrustados em resinas sintéticas podem ser feitos em casa usando materiais disponíveis em lojas especializadas.

Processo

O processo para mergulhar o inseto na resina é chamado de incrustar. A resina é mistura da com um liquido feito para endurecer, ou catalisador, e então é despejada em um molde plástico que pode ter diversos tamanhos e formatos. A espécie de inseto é, então, colocada dentro do molde e a resina é deixada de lado para secar por 48 horas, pelo menos. Assim que a resina secar, as bordas são lixadas usando um lixa de papel com granulação de 200 a 600. O inseto também pode ser incrustado na resina usando camadas. Uma primeira camada enche o molde até a metade, depois, o inseto é colocado na resina. Bolhas de ar são removidas da resina e, assim que a primeira camada seca, a segunda camada é derramada por cima para realmente encapsular o inseto.

Amostras e tratamento de espécies

Qualquer inseto pode ser preservado em resina usando o processo de incrustação, mas algumas espécies necessitam de preparação especial antes de serem incrustadas, para garantir uma boa amostra. Pratear é o que acontece com um inseto quando é incrustado antes de secar. A água retida no corpo do inseto evapora e o abdômen começa a murchar, separando-o do molde. Isso é comum em inseto maiores, como gafanhotos, mariposas e aranhas grandes. Para que isso não aconteça, a maioria dos grandes insetos é submersa por diversos dias em etanol desnaturado, que seca a água do inseto antes dele ser incrustado.

Utilizações

Depois que o inseto tiver sido incrustado em resina, ele pode ser usado para diversas coisas. As vezes, a incrustação em resina é usada para preservar espécies interessantes de insetos. As vezes, moldes de inseto em resina são usado como peso de papel ou artigos de coleção. Os insetos incrustados em resina também podem ser fixados em joias, como colares, braceletes e brincos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível