Técnicas de sax soprano

Escrito por contributing writer | Traduzido por tiago tostes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Técnicas de sax soprano
Por causa de seu tamanho e de sua palheta menor, o sax soprano é totalmente diferente de outros saxofones

Como o saxofone soprano é considerado um instrumento avançado, geralmente é necessário experiência no sax tenor ou alto antes de estudar esse instrumento. Por causa de seu tamanho e de sua palheta menor, o sax soprano é totalmente diferente de outros saxofones. Aqui estão algumas técnicas úteis para aprender a tocá-lo.

Outras pessoas estão lendo

Embocadura

A embocadura é a formação da boca conforme é colocada sobre o bocal do instrumento. No saxofone soprano, há menos palheta disponível para ser colocada na boca. A formação da embocadura e a colocação da palheta na boca devem ser a mesma que em qualquer outro saxofone: o lábio inferior deve ser ligeiramente recolhido para envolver os dentes inferiores. A língua deve ser ligeiramente arqueada e afastada dos lábios. Para usar a língua, verá que o mecanismo é muito mais rápido do que outros saxofones, por causa do tamanho da palheta. Use um movimento suave, chicoteando a língua na palheta para articular (tocar notas de tempos diferentes).

Posicionamento das mãos

Enquanto de pé, o instrumento deve estar a um ângulo de 45º em relação ao seu corpo. Lembre-se de manter as costas eretas, mas não rígidas. O polegar da mão inferior segura o peso do instrumento, enquanto a mão superior é usada para o equilíbrio. Um erro comum entre os tocadores novos de saxofone soprano é mantê-lo muito longe do corpo para imitar a sensação do saxofone original.

Introduzindo o instrumento

A digitação no sax soprano é idêntica às dos outros saxofones. Por isso, muitos saxofonistas conseguem tocar mais de um tipo rapidamente. No entanto, o instrumento está no tom de Bb (B bemol), portanto aprender uma nova forma de ler as notas pode ser necessário, dependendo de qual saxofone foi tocado antes do soprano. A melhor forma de aprender o novo tom é fazendo exercícios de tons longos, já que eles auxiliarão na leitura de cada nota. Após desenvolver os tons longos, transferir notas para o novo tom será praticamente automático, a partir de comparação e experiência. Gradualmente, vá de tons longos para estudos mais rápidos e mais complexos, para desenvolver a leitura e a tonalidade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível