Teoria do gargalo na gestão operacional

Escrito por wendel clark | Traduzido por elia regina previato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Teoria do gargalo na gestão operacional
A teoria do gargalo recebe o seu nome a partir da semelhança com o estreitamento do pescoço de uma garrafa (bottle image by Austinys from Fotolia.com)

Na gestão de operações, a teoria do gargalo é uma explanação sobre o que acontece quando o desempenho de uma determinada parte do sistema tem uma taxa inferior se comparada ao restante do sistema. Para qualquer pessoa envolvida no gerenciamento de operações é importante compreender a teoria do gargalo, uma vez que ela permite a um indivíduo otimizar a eficiência do negócio.

Outras pessoas estão lendo

Explanação

Ocorre um gargalo na gestão operacional de uma fabricação sequencial, quando um recuo ou retrocesso acontece em uma única etapa da seqüência. Por exemplo, se houver três máquinas na linha de montagem e a primeira e a última puderem produzir 100 unidades por hora, mas a segunda apenas 50 unidades, ocorrerá um gargalo, porque a segunda máquina não produzirá unidades suficientes para manter o ritmo das outras duas.

Efeito

Um gargalo tem um efeito terrível sobre a eficiência da produção. As etapas seguintes a ele deverão funcionar abaixo da sua capacidade, porque não recebem aporte suficiente para operar em plena capacidade. Os estágios anteriores a ele precisarão desacelerar a produção, porque as fases subsequentes não conseguirão lidar com sua capacidade. Como resultado, a eficiência global do sistema é significativamente reduzida.

Identificação

Em um sistema complexo pode ser difícil identificar um gargalo no processo de fabricação, podendo ser encontrado ao se observar cada sequência do processo individualmente e ao medir o nível de produção de cada etapa. Se uma sequência em particular tiver um baixo nível de produção, então ela é a fonte do gargalo. Deve-se notar que podem haver múltiplos gargalos dentro de um sistema complexo.

Solução

Um gargalo pode ser resolvido ajustando-se o nível de produção na sequência na qual ele está acontecendo, o que pode ser feito através da instalação de um equipamento mais eficiente ou com o aumento da mão de obra. Em algumas situações, pode não ser possível aumentar a produção na área e pode ser mais eficiente reduzir as capacidades de produção nas outras zonas, a fim de aumentar a eficiência.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível