O que é uma teoria prescritiva?

Escrito por walter johnson | Traduzido por evelyn lima
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é uma teoria prescritiva?
Disciplinas como epistemologia e filosofia da ciência utilizam o conceito de prescrição (Jack Hollingsworth/Photodisc/Getty Images)

Prescrição é um termo técnico e formal no âmbito da epistemologia, a ciência do conhecimento humano. O conceito também é importante dentro da filosofia da ciência. Dentre outras coisas, é a mais abstrata e geral teoria que existe: uma teoria que serve de base para outras.

Outras pessoas estão lendo

História

A epistemologia sempre procurou abarcar os fundamentos do conhecimento. Em termos mais técnicos, esta área vem buscando um paradigma para o pensamento, a base segundo a qual todas as outras coisas podem ser provadas. Basicamente, a razão ou os sentidos têm sido as fontes de conhecimento; autores como Platão ou Baruch Spinoza valeram-se do primeiro, enquanto John Locke e David Hume se apoiaram no segundo. Outros escritores como Immanuel Kant e J. G. Fitche tentaram combinar as duas abordagens. Independentemente disto, todos os grandes autores em epistemologia buscaram formular uma teoria prescritiva para embasar suas discorrências.

Tipos

Teorias prescritivas são moldes abstratos e gerais para o conhecimento dentro dos quais é possível chegar a certas conclusões. Deus, formas universais, categorias do pensamento (como tempo ou espaço), substância, ego e muitos outros conceitos serviram para embasar conhecimento. Se deus existe, como em Santo Agostinho ou René Descartes, então nosso conhecimento é certo, uma vez que deus garante a realidade dos objetos à nossa volta, inclusive nossa própria consciência. Escritores como Friedrich Nietzche colocaram que a realidade é a criação de indivíduos fortes o suficiente para convencer os outros de suas visões. Estes são exemplos de prescrições.

Atributos

Teorias prescritivas não podem ser provadas. Elas são axiomáticas, o que significa que são o meio pelo qual se provam outras coisas, parâmetros para provas. Por exemplo, se alguém formula uma teoria de que todo o conhecimento emana dos sentidos, o fato de que os sentidos captam o mundo real não é passível de prova. Ainda assim, o axioma serve como fundamento para outras experiências.

Função

A prescrição serve para abastecer a noção de que nossas experiências e pensamentos são reais, e não criações ou manifestações da nossa imaginação. Principalmente, as teorias prescritivas procuram qualificar a verdade como uma categoria real e viável, em vez de apenas um termo relativo. Se uma teoria prescritiva for verdade, então o piso da realidade foi alcançado.

Significância

O número de teorias prescritivas contraditórias foi em grande parte responsável por evidenciar a relatividade de todo o conhecimento. O que uma pessoa pensa que sabe só é válido se for parte de um sistema mais amplo. Um indivíduo pode pensar que 2 + 2 = 4 caso acredite que números existem e são mais do que símbolos cujo valor é culturalmente determinado, configurando cada um deles uma unidade sólida, discreta e efetiva. Mesmo a alegação de conhecimento mais básica pressupõe um sistema mais amplo de considerações, que é sua prescrição.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível