Terapia antiangiogênica para o câncer

Escrito por joel michaels | Traduzido por monica ferreira rocha lopes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Terapia antiangiogênica para o câncer
Terapia antiangiogênica é uma opção para pacientes com câncer

O American Cancer Society (Sociedade Americana do Câncer, em tradução livre) informou que em outubro de 2009 mais de 50% de todas as pessoas diagnosticadas com câncer vivem por cinco anos ou mais. No entanto, alguns tipos são difíceis de tratar e outros ainda não possuem cura. A pesquisa nesta área é contínua e um tratamento que se mostra promissor é a terapia antiangiogênica.

Outras pessoas estão lendo

Importância

Os tratamentos de câncer tradicionais, como cirurgia, quimioterapia e radiação, podem causar efeitos colaterais debilitantes. Os pacientes que se submetem a esses tratamentos podem sentir fadiga, perda de cabelo, baixa contagem de células sanguíneas e alterações de fertilidade. Já os efeitos colaterais da terapia antiangiogênica, em comparação, são mais suaves.

Função

Toda célula do corpo, incluindo células cancerígenas, necessitam de um suprimento de sangue para sobreviver e crescer. Assim, a medida que os tumores do câncer crescem, eles formam novos vasos sanguíneos (angiogênese) para que oxigênio e outros nutrientes possam chegar em todas as suas células. A terapia antiangiogênica interfere com este processo, impedindo que novos vasos se formem.

Benefícios

O National Cancer Institute (Instituto Nacional do Câncer, em em tradução livre), em 2008, identificou três benefícios da terapia antiangiogênica. Em primeiro lugar, ela carece dos efeitos colaterais graves dos tratamentos tradicionais. Em segundo, os estudos clínicos demonstraram que as células cancerosas não se tornam resistentes à ela, mesmo após longos períodos de tempo. E em terceiro lugar, a terapia antiangiogênica pode ser usada em combinação com outros tratamentos do câncer, aumentando sua eficácia.

Considerações

A terapia antiangiogênica do câncer pode enfraquecer o sistema imunológico, o que aumenta o risco de outras infecções. Também pode aumentar a pressão arterial, causar hemorragia interna e formar coágulos. Vários estudos ainda estão sendo feitos sobre esta terapia, por isso, alguns de seus efeitos colaterais e complicações ainda são desconhecidos.

Opiniões de especialistas

De acordo com o American Cancer Society, a terapia antiangiogênica só é eficaz contra o câncer que forma tumores, ou seja, é ineficaz contra a leucemia, linfoma e mieloma múltiplo.

Essa terapia também tem se mostrado útil contra o câncer resistente à quimioterapia, como no câncer de rim. A quimioterapia tem pouco efeito sobre este câncer, mas como os tumores renais formam muitos vasos sanguíneos, eles respondem bem ao tratamento antiangiogênico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível