Mais
×

Terapias alternativas para cuidar da sua saúde

Terapias naturais para tratar a mente, o corpo e o espírito.
Getty Images

Introdução

Cada vez mais pessoas buscam saídas menos “ortodoxas” para tratar os seus problemas de saúde e emocionais ou mesmo apenas para relaxar. As terapias alternativas costumam ter um forte apelo aos que procuram uma saída mais natural para os problemas, mas também são muito usadas como complemento dos tratamentos tradicionais. Mesmo sendo considerados terapias naturais, é sempre indicado procurar um profissional. Conheça algumas das opções e suas propostas.

Ryan McVay/Photodisc/Getty Images

Fitoterapia e seus tratamentos

Quase todo mundo já deve ter recorrido a um chazinho para cuidar de uma dor de barriga ou cólica. A maioria, sem saber, fez uso da fitoterapia, que nada mais é do que aproveitar o princípio curativo que muitas plantas possuem. Boa parte das substâncias que compõem os remédios tem origem nas plantas e até o Ministério da Saúde reconhece a eficácia dos fitoterápicos, mas só como tratamento auxiliar. Por exemplo, a aloe vera – conhecida popularmente como babosa – é um ótimo cicatrizante; já a passiflora, presente em altas quantidades no maracujá, tem ótimas qualidades calmantes.

Getty Images

Florais de Bach para cada emoção

Com um princípio semelhante ao da Fitoterapia, os Florais de Bach também são feitos à base de plantas e, principalmente, de flores. No entanto, as essências desenvolvidas pelo médico inglês Edward Bach - que criou a técnica nos anos 1930 - se focam nos problemas de origem emocional. Há um floral para cada emoção, podendo misturar de acordo com o que estiver sentindo. Especialistas vêm discutindo cada vez mais sobre os reflexos de desequilíbrios emocionais no sistema imunológico, então cuidar do emocional poderia prevenir inclusive problemas de saúde física.

Getty Images

Equilíbrio com do-in

Essa técnica de massagem busca prevenir e tratar desequilíbrios energéticos do organismo que, de acordo com a medicina chinesa, são responsáveis pelas doenças. A técnica oriental – que existe há mais de cinco mil anos – utiliza os mesmos pontos estratégicos da acupuntura, mas não requer agulhas. A ideia é pressionar com o polegar esses pontos, localizados principalmente na sola dos pés e na palma das mãos, deixando a energia fluir corretamente e tratando problemas em diversas partes de nosso corpo.

Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images

A energia do reiki

De origem japonesa, o reiki se propõe a canalizar a “energia vital universal” para reduzir o estresse, relaxar e promover a cura de dores e problemas de saúde. A técnica consiste em colocar as mãos sobre a área afetada concentrando no problema para reajustar o fluxo de energia. Um mestre reiki normalmente faz o tratamento, mas, uma vez iniciados, os praticantes podem também fazer autoaplicações.

Getty Images

Luz e cores da cromoterapia

Somos muito mais suscetíveis às cores e à luz do que nos damos conta. Um dia cinza nos deixa triste, enquanto um dia claro de sol parece nos encher de energia. A cromoterapia ou terapia das cores trabalha com os dois fatores: luz e cor. Utilizando lâmpadas coloridas, ela busca reestabelecer o equilíbrio natural do organismo em todos os níveis: físico, mental, emocional e espiritual. O tratamento é baseado nas sete cores do arco-íris - cada cor tem uma finalidade - e aplicado por meio de lanternas coloridas.

Medioimages/Photodisc/Valueline/Getty Images

Terapia de pedras quentes e os chakras

A terapia das pedras quentes funciona por meio da aplicação de pedras aquecidas sobre o corpo para estimular os chakras (pontos de energia ao longo do corpo), tratando problemas variados, como estresse, insônia e cólicas menstruais. Utiliza pedras semipreciosas, como a ametista e a turmalina, e pedras vulcânicas, que são espalhadas pelo corpo, principalmente na coluna, pés e mãos. O terapeuta costuma deixar algumas paradas sobre os chakras para promover a estimulação energética, enquanto movimenta outras, massageando o corpo.

Getty Images

As essências da aromaterapia

A aromaterapia busca equilibrar a energia do corpo – físico, emocional e espiritual –, estimulando o olfato por meio de essências que podem ser aplicadas em banhos, massagens, incensos, velas, compressas, entre outros. Mas pode enganar quem pensa que se trata do uso indiscriminado de essências agradáveis. Cada aroma tem um propósito, uso e uma aplicação bem definidos. A lavanda, por exemplo, tem ótimas qualidades reguladoras, ajudando a reestabelecer o equilíbrio do corpo e da mente.

Getty Images

Restaurando com osteopatia

Esta terapia parte do princípio de que tudo em nosso organismo está diretamente interligado. Sendo assim, o corpo pode se regular e se recuperar sozinho, criando seus próprios instrumentos de restauração, sem a necessidade de remédios. O tratamento é uma espécie de fisioterapia, na qual se estimulam as articulações com as mãos, e tem sido muito procurado por pessoas com problemas de coluna, musculares e de articulação.

Pixland/Pixland/Getty Images

Estímulos da terapia sacro craniana

A proposta desta técnica é facilitar a circulação do líquido cefalorraquidiano, que banha, envolve e protege o sistema nervoso central, pois a presença de obstáculos compromete o bom funcionamento do organismo. A terapia atua por meio de estímulos leves no crânio que melhoram a circulação e promovem o alivio de problemas variados, como enxaqueca, sinusite e fadiga.