×
Loading ...

Os times mais importantes do futebol paulista atual

Getty Images

Introdução

Foi em São Paulo que se disputou, em 1894, a primeira partida oficial de futebol no Brasil. O Campeonato Paulista, criado em 1902, foi o primeiro torneio no país. Por tudo isso, muita tradição cerca esta disputa. Em mais de 100 anos, surgiram dezenas de clubes importantíssimos. Os primeiros, nascidos da aristocracia paulistana, tinham como ponto de honra o amadorismo. Por isso, abandonaram as competições com a chegada do profissionalismo. E uma nova era de agremiações nasceu e rompeu os limites estaduais, vencendo competições nacionais e internacionais. Conheça os 15 clubes que mais se destacam na história recente deste Estado.

Divulgação/Internacional

Internacional

Um dos mais tradicionais clubes do Estado, a Inter de Limeira obteve um feito histórico em 1986. Ao derrotar o todo poderoso Palmeiras na decisão, se tornou o primeiro time do interior a conquistar o Campeonato Paulista. De quebra, conquistou no mesmo ano a Taça dos Invictos, organizado pelo jornal "Gazeta Esportiva", ao permanecer 17 partidas sem perder. Manteve o troféu até 1988. Fundado em 1913, viveu seu auge nos anos 1980, obtendo ainda dois títulos de expressão nacional: o Brasileiro da Série B, em 1986 e 1988. O clube enfrentou tempos difíceis na década de 1990 e desde então tenta retornar à primeira divisão do torneio.

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Bragantino

O Clube Atlético Bragantino, de Bragança Paulista, foi fundado em 1928 e passou por um breve período na elite de São Paulo nos anos 1960. No entanto, seu grande momento foi na década de 1980, quando voltou a enfrentar as melhores equipes do Estado. Em 1989 se sagrou campeão brasileiro da Segunda Divisão. No ano seguinte, faturou o Paulistão e, em 1991, chegou à final do Brasileirão. Neste período, revelou vários jogadores à seleção brasileira, com destaque para o volante Mauro Silva (foto), que passou a jogar na Espanha e foi titular da seleção brasileira campeã mundial de 1994. Nesse período, se tornou carrasco dos times do Rio de Janeiro, passando muitos anos sem perder para estes adversários.

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Ituano

A principal equipe da cidade de Itu foi fundada em 1947 e passou a disputar o Campeonato Paulista a partir dos anos 1970. A partir de então, foi galgando degraus e conseguiu disputar a primeira divisão, pela primeira vez, na década de 1990. Mesmo sem obter títulos neste período, sempre se destacou por realizar boas campanhas. Revelou alguns craques neste período, como o meia Juninho Paulista (foto) e Richalrlyson. Em 2002, obteve seu maior feito, ao sagrar-se campeão paulista. No ano seguinte, venceu o Campeonato Brasileiro da Série C. Desde então, vem montando boas equipes, se mantendo na elite de São Paulo.

Getty Images/Getty Images Sport/Getty Images

São Caetano

A cidade de São Caetano do Sul havia passado por grandes momentos no futebol do Estado, com o SCAE, o São Bento e o Saad. Para retornar aos dias de glória, empresários criaram em 1989 um novo clube. Mas poucos esperavam que este alçasse voos tão altos. Em 2000, foi vice-campeão brasileiro, classificação que repetiria no ano seguinte. Em 2002, chegou à final da Taça Libertadores da América, o principal torneio da América do Sul. Em 2004, o clube apelidado de Azulão finalmente levantou uma taça, a do Campeonato Paulista de 2004. Hoje o time busca reencontrar as glórias obtidas em pouco tempo de vida.

Getty Images/Getty Images Sport/Getty Images

Ponte Preta

Curiosamente, um dos mais tradicionais e importantes times de São Paulo nunca ganhou um título de expressão. Suas maiores conquistas são o Paulista da Segunda Divisão em 1969 e o Título do Interior em 2009. No entanto, a Ponte Preta é um nome de respeito. Mais antigo clube de futebol do Brasil ainda em atividade, foi fundado em 1900. Foi vice-campeão do Estado em cinco oportunidades (1970, 1977, 1979, 1981 e 2008) e realizou grandes campanhas no Brasileirão e na Copa do Brasil. Montou um time histórico nos anos 1970 e 1980, com craques como Dicá, Polozzi, Carlos e Oscar. Os três últimos chegaram a disputar a Copa do Mundo de 1978, quando ainda defendiam a Macaca de Campinas.

Getty Images/Getty Images Sport/Getty Images

Guarani

Se realmente vale a máxima que um clube só consegue evoluir quando encontra um rival à altura, os times de Campinas seguem o ditado à risca. O outro grande clube da cidade é o Guarani. Igualmente centenário, o Bugre foi fundado em 1911 como uma homenagem ao compositor brasileiro Carlos Gomes (“O Guarani” é sua obra mais famosa). Já na década de 1920, passou a disputar o Campeonato Paulista. Assim como ocorrido com a Ponte Preta, sua era de ouro ocorreu nas décadas de 1970 e 1980. Nesse período, revelou o atacante Careca e conquistou o título brasileiro de 1978. Obteve ainda dois vice-campeonatos nacionais em 1986 e 1987. Chegou à final do Campeonato Paulista em 1988 e 2012.

Fabio Pozzebom/ ABr

Portuguesa

Típico clube que atrai a simpatia de todos os torcedores, a Associação Portuguesa de Desportos é conhecida por reunir a colônia lusitana em São Paulo. No entanto, possui uma rica história futebolística. Fundado em 1920, o time passou a disputar o Campeonato Paulista no mesmo ano, conquistando o título em três oportunidades (1935, 1936 e 1973). Faturou ainda o Torneio Rio-São Paulo, na época o mais importante do país, em 1952 e 1955, com craques como Djalma Santos (foto) e Julinho Botelho. Seu último grande trunfo foi o título do Campeonato Brasileiro da Série B, em 2011. O clube sempre revelou grandes jogadores, como Leivinha, Marinho Perez e Dener.

Clive Mason/Getty Images Sport/Getty Images

Santos

O glorioso alvinegro praiano revelou ninguém menos que Pelé. Isso por si só já bastaria para que se consolidasse como uma das mais importantes agremiações de São Paulo. Mas ainda há muito mais. O clube conquistou, até 2012, 20 títulos estaduais. Foram 12 entre 1955 e 1973, quando montou times espetaculares. Após um período de vacas magras, voltou se destacar no século XXI, revelando craques como Diego, Robinho e Neymar. Faturou nove títulos nacionais, cinco torneios Rio-São Paulo e por três vezes a cobiçada Taça Libertadores da América. Embora não reconhecido pela Fifa, o bicampeonato mundial de 1962/63 fez com que a equipe fosse marcada como uma das maiores da história.

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

São Paulo

O São Paulo Futebol Clube, fundado em 1935, surgiu das costelas do antigo São Paulo da Floresta, criado em 1930 e que teve de fechar as portas por insuficiência financeira. Este novo clube, ao contrário, segue coberto de glórias. Até 2012, conquistou 20 vezes o Campeonato Paulista e por seis vezes o Brasileirão. De quebra, coleciona vários títulos internacionais, como a Copa Sul-Americana, Conmebol, Supercopa e por três vezes a Libertadores da América. Foi duas vezes campeão intercontinental (1992/93) e campeão mundial em 2005. Com sua camisa jogaram craques como Sastre, Noronha, Leônidas da Silva, Serginho Chulapa, Careca, Müller (foto) e Raí.

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Palmeiras

A história da Sociedade Esportiva Palmeiras é repleta de vitórias e grandes feitos. O clube nasceu em 1914, como Palestra Itália, mas teve de mudar de nome em 1942 (na época, o Brasil entrou em guerra com os italianos). Seja qual for o nome, os títulos sempre foram abundantes. Até 2012, foram 22 Campeonatos Paulistas e 5 torneios Rio-São Paulo. De quebra, é o maior campeão nacional, com dez conquistas. Venceu ainda a Copa Mercosul (1998) e a Taça Libertadores da América (1999). Eleito Campeão do Século XX, conquistou a Taça Rio em 1951, considerado título mundial, embora não reconhecido pela Fifa. Craques como Jair da Rosa Pinto, Ademir da Guia, São Marcos (foto), Evair e Edmundo fizeram história no clube.

Kaz Photography/Getty Images Sport/Getty Images

Corinthians

O maior vencedor da história do Paulistão é o Sport Club Corinthians Paulista, mais conhecido como “Timão”. Clube das massas, foi fundado em 1910 e, desde então, conquistou 26 vezes o principal torneio estadual. Faturou ainda cinco Campeonatos Brasileiros e três vezes a Copa do Brasil. Carente de títulos internacionais na maior parte de sua existência, reverteu a situação nos últimos anos: venceu a tão sonhada Taça Libertadores da América e já conta com dois títulos mundiais, devidamente reconhecidos pela Fifa, em 2000 e 2012. Luizinho, Rivelino, Sócrates e Marcelinho Carioca estão entre seus maiores ídolos. Outra grande contribuição para o futebol foi a Democracia Corinthiana, em que os jogadores ganharam poder de decisão no clube.