×
Loading ...

Tipos de articulações imóveis

Atualizado em 21 novembro, 2016

As articulações imóveis, também conhecidas como sinartroses, são articulações no corpo humano que não se movem. Humanos possuem articulações imóveis para estabilização e ossificação, o processo em que a cartilagem se transforma em osso, geralmente visto apenas em crianças. Embora o corpo humano não possua muitas articulações imóveis, elas são muito importantes para várias funções, desde a mastigação ao desenvolvimento infantil. Há três tipos de articulações imóveis: gonfose, sutura e sindesmose.

Articulações imóveis são encontradas nos dentes (Polka Dot Images/Polka Dot/Getty Images)

Gonfose

As articulações gonfose são onde um osso se encaixa em outro e não se pode mover. O único exemplo no corpo humano, de acordo com a Enciclopédia Britânica, são os dentes. Para essa articulação, um tecido fibroso conecta os dentes aos alvéolos dentários e os mantêm no lugar. Embora essa articulação seja imóvel, a pressão gradual pode movê-la à força, como no caso de aparelhos ou com sacudidas bruscas, como no caso de uma lesão que arranca a um dente.

Loading...

Suturas

As suturas são definidas como ossos conectados por camadas fibrosas e são imóveis. O único exemplo no corpo humano está localizado no crânio que, de acordo com o site Sciencethinking.org, é constituído de múltiplas camadas. O site GetBodySmart.com destaca as quatro articulações sutura do crânio: escamosa, sagital, coronal e lambdoide. De acordo com a Mayo Clinic, os tecidos fibrosos das suturas são mais macios e espaçados quando uma criança nasce. Isso permite que o crânio cresça conforme o cérebro se expande, e é por isso que deve se tomar cuidado com a cabeça de recém-nascidos. Conforme a criança cresce, as articulações se fundem e se tornam rígidas.

Sindesmose

Sindesmose é um termo usado quando um osso se conecta a outro com tecido fibroso espesso (geralmente cartilagem). De todas as articulações imóveis do corpo, estas são as mais numerosas. De acordo com o site Sciencethinking.org, a Universidade das Nações Unidas e a Universidade de South Dakota, exemplos de sindesmose são a articulação tíbio-fibular, que é a conexão entre a tíbia e a fíbula encontrada próxima ao joelho; a articulação esternocostal, que é a conexão entre as costelas e o esterno; o manúbrio, que conecta o esterno e as clavículas; a conexão entre a ulna e o rádio, encontrada no antebraço; a sínfise púbica, encontrada na pélvis, a conexão entre os ossos occipital e esfenoide, encontrados na base do crânio; as placas de crescimento epifisárias, que se ossificam e se tornam ossos conforme a pessoa envelhece, mais comumente encontrados em ossos longos como a tíbia.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...