Tipos de articulações imóveis

Escrito por mimi honeycutt | Traduzido por joanna riva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de articulações imóveis
Articulações imóveis são encontradas nos dentes (Polka Dot Images/Polka Dot/Getty Images)

As articulações imóveis, também conhecidas como sinartroses, são articulações no corpo humano que não se movem. Humanos possuem articulações imóveis para estabilização e ossificação, o processo em que a cartilagem se transforma em osso, geralmente visto apenas em crianças. Embora o corpo humano não possua muitas articulações imóveis, elas são muito importantes para várias funções, desde a mastigação ao desenvolvimento infantil. Há três tipos de articulações imóveis: gonfose, sutura e sindesmose.

Outras pessoas estão lendo

Gonfose

As articulações gonfose são onde um osso se encaixa em outro e não se pode mover. O único exemplo no corpo humano, de acordo com a Enciclopédia Britânica, são os dentes. Para essa articulação, um tecido fibroso conecta os dentes aos alvéolos dentários e os mantêm no lugar. Embora essa articulação seja imóvel, a pressão gradual pode movê-la à força, como no caso de aparelhos ou com sacudidas bruscas, como no caso de uma lesão que arranca a um dente.

Suturas

As suturas são definidas como ossos conectados por camadas fibrosas e são imóveis. O único exemplo no corpo humano está localizado no crânio que, de acordo com o site Sciencethinking.org, é constituído de múltiplas camadas. O site GetBodySmart.com destaca as quatro articulações sutura do crânio: escamosa, sagital, coronal e lambdoide. De acordo com a Mayo Clinic, os tecidos fibrosos das suturas são mais macios e espaçados quando uma criança nasce. Isso permite que o crânio cresça conforme o cérebro se expande, e é por isso que deve se tomar cuidado com a cabeça de recém-nascidos. Conforme a criança cresce, as articulações se fundem e se tornam rígidas.

Sindesmose

Sindesmose é um termo usado quando um osso se conecta a outro com tecido fibroso espesso (geralmente cartilagem). De todas as articulações imóveis do corpo, estas são as mais numerosas. De acordo com o site Sciencethinking.org, a Universidade das Nações Unidas e a Universidade de South Dakota, exemplos de sindesmose são a articulação tíbio-fibular, que é a conexão entre a tíbia e a fíbula encontrada próxima ao joelho; a articulação esternocostal, que é a conexão entre as costelas e o esterno; o manúbrio, que conecta o esterno e as clavículas; a conexão entre a ulna e o rádio, encontrada no antebraço; a sínfise púbica, encontrada na pélvis, a conexão entre os ossos occipital e esfenoide, encontrados na base do crânio; as placas de crescimento epifisárias, que se ossificam e se tornam ossos conforme a pessoa envelhece, mais comumente encontrados em ossos longos como a tíbia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível