Tipos de bactérias utilizadas como decompositoras

Escrito por madeleine hall | Traduzido por vanessa arnaud
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de bactérias utilizadas como decompositoras
Bactérias não são os únicos micróbios que participam da decomposição (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Decomposição é o processo de quebra de matéria orgânica morta em unidades mais simples, que são finalmente consumidas por diferentes tipos de bactérias e fungos. Esta função é fundamental para o gerenciamento dos organismos mortos. Colônias de bactérias iniciam o processo de decomposição logo após a morte do ser vivo, seja vegetal, animal ou humano. Bactérias também são úteis na degradação de óleos derramados no mar ou em lagos.

Outras pessoas estão lendo

Decomposição de humanos e animais

A decomposição literalmente começa no momento da morte. O processo se inicia com a autólise, a quebra da matéria do corpo por suas próprias substâncias, como enzimas e bactérias, que residem normalmente no trato digestivo. Humanos e animais não são apenas decompostos por bactérias e fungos. Outros fatores externos também influenciam a decomposição do corpo, como temperatura, insetos e minhocas. Moscas da carne e as moscas califóridas põem seus ovos no interior do corpo do animal em decomposição. Os ovos se tornam larvas, que também participam do processo de quebra da matéria orgânica. Bactérias saprófagas (decompositoras) podem ser aeróbias (respiram na presença de oxigênio) ou anaeróbias (vivem em ausência de oxigênio) para iniciar a decomposição.

Decompositoras de plantas

O solo oferece uma grande variedade de colônias bacterianas que procuram por matéria vegetal morta, como plantas, para decompor. Existe uma mistura de bactérias, fungos e outros micróbios que quebram e decompõem a matéria orgânica morta. De fato, há tipos demais para enumerar, mas algumas bactérias são bem conhecidas e identificadas na quebra de matéria orgânica, como Streptomyces, Penicillum, Bacillus e Aspergillus. Todas estas espécies são parte fundamental na decomposição de folhas e outros restos vegetais. Elas são a razão pela qual folhas mortas são muitas vezes notadas como "esqueletos" de folhas.

Decompositoras de alimentos

Alimentos esquecidos na geladeira passam por processo de decomposição assim como as folhas no solo. Apesar da geladeira desacelerar o processo, o alimento ainda passa por degradação e decomposição. Bactérias como Penicillium, Bacillus thuringiensis e outros Bacillus desempenham um papel importante na decomposição de alimentos, assim como os fungos. Atuando conjuntamente, estes dois organismos são chamados saprófitas. A bactéria invade alimentos como frutas a partir de uma lesão na pele. A partir desta entrada, outras bactérias se instalam, permanecendo até que o alimento seja inteiramente decomposto. A atividade fúngica é evidente quando presente em um pote esquecido ou alimento. Também é evidente quando o alimento se torna rançoso e o processo de decomposição o torna impróprio para consumo.

Decomposição de óleos

Algumas colônias bacterianas vêm sendo úteis para facilitar a limpeza e degradação de óleos que vão parar nos oceanos. Pseudomonas, bactérias geneticamente modificadas, se tornaram conhecidas como "comedoras de óleos". Usadas primeiramente para auxiliar a limpeza de óleo derramado em Exxon Valdez, em 1989, foram posteriormente utilizadas diversas vezes desde então. Outras bactérias que contribuem para a decomposição de óleos são as Alcanivoraz borkuensis, uma espécie marinha que depende dos óleos para sobreviver. São praticamente indetectáveis em águas não contaminadas, mas quando ocorrem derramamentos de óleo, as bactérias começam a se manifestar agressivamente e decompor a substância.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível