Tipos de bombas para encher pneus de bicicletas

Escrito por joe fletcher | Traduzido por juscelino dorneles aleixo filho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de bombas para encher pneus de bicicletas
As bombas para encher pneus são indispensáveis a qualquer ciclista (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

A bomba para bicicleta é uma peça simples e bem conhecida do equipamento de um ciclista. No entanto, existe uma variedade de bombas e insufladores no mercado que servem para bombear ar aos pneus de uma bicicleta. A diferença entre estes insufladores estão relacionadas a tamanho, design e ao propósito de cada dispositivo.

Outras pessoas estão lendo

Insuflador de CO2

O insuflador de CO2 é o único dispositivo que você chamaria de um insuflador ao invés de uma bomba. Ele depende de cartuchos de CO2 para bombear o ar para dentro da câmara da bicicleta, e possui duas vantagens: 1. É extremamente pequeno e leve, tornando fácil armazená-lo na própria bicicleta; 2. É fácil de operar, pois providencia um rápido enchimento sem o aborrecimento de ter que bombear com a mão.

Bombas de ar com tamanho comparável ao de insufladores de CO2 geralmente são muito tediosas para se utilizar. Alguns insufladores de CO2 são tão compactos quanto bocais e se encaixam diretamente no cartucho de CO2.

Bomba de chão

A bomba de chão é a forma mais conhecida para encher pneus de bicicleta e a maioria dos ciclista possui uma. Estas bombas são designadas para uso em casa e em lojas, sendo diferente das outra opções da lista por serem bombas fixas ao invés de bombas móveis. O dispositivo é composto por um grande cilindro, uma base que o mantem de pé e uma alavanca para o bombeamento. A maioria das bombas possui um indicador no topo do cilindro para mostrar a medida de pressão do ar e uma mangueira com uma bucha que se conecta à válvula da câmera. Essa bomba é robusta, fácil de ser operada e enche os pneus rapidamente, o que faz dela a principal bomba para ser utilizada em casa.

Bomba de quadro

A menos que o ciclista não se importe em possuir uma bomba de ar completamente embaraçosa e pesada anexada ao quadro de sua bicicleta, ele precisará levar uma segunda bomba de ar para as ruas. Sem uma bomba móvel, o ciclista se arrisca a ter um pneu vazio e ter que voltar a pé até o carro ou sua casa. A bomba de quadro é significantemente menor em tamanho que a bomba de chão, podendo incluir uma mangueira ou integrar ao corpo a conexão com a válvula, e é montada no quadro da bicicleta. Estas são as maiores bombas de ar para viagem e oferecem uma opção entre tamanho e facilidade de uso.

Mini-bomba

Menores do que uma bomba de quadro, as mini-bombas são as menores e mais leves bombas de ar disponíveis no mercado e, embora insufladores de CO2 venham em pacotes menores, eles precisam dos cartuchos, que acabam adicionando massa e peso, enquanto que as mini-bombas são operadas sem a necessidade de equipamento extra. Ainda assim, apesar de estas bombas serem ótimas devido ao tamanho e peso, elas são difíceis de utilizar e requerem bastante tempo e esforço no enchimento de um pneu.

Outras distinções

Além de tamanho e forma, existem outras características importantes na diferenciação dos modelos e na busca pelo mais adequado. A primeira característica é o tipo de válvula. Nos Estados Unidos, a maioria das câmaras possuem válvulas Presta ou Schrader. Bombas usam bocais diferentes para cada tipo de válvula, e algumas bombas podem ser adaptadas e encher os dois tipos de câmara, embora outras encherão apenas as câmaras com uma válvula especifica.

Bombas de ação única puxam o ar do ambiente no movimento para cima e jogam ar para dentro da câmara no movimento para baixo, enquanto bombas de dupla ação jogam o ar para a câmara em ambos os movimentos.

Não perca

Referências

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível