Tipos de coabitação

Escrito por kristyn hammond Google | Traduzido por pina bastos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de coabitação
Muitos fatores influenciam a decisão de um casal de coabitar (Joe Madeira/Stockbyte/Getty Images)

A coabitação ocorre quando um casal escolhe viver junto e formar um relacionamento romântico sem se casar. Os pesquisadores começaram a prestar mais atenção nessa situação de vida à medida que o número de casais coabitando começou a aumentar desde a virada do século. Eles diferenciam os tipos de coabitação nos seus estudos.

Outras pessoas estão lendo

Coabitação limitada

A coabitação limitada ocorre quando um casal torna-se romanticamente envolvido e começa a passar mais tempo junto. Esse tipo é uma ocorrência natural quando o casal começa a passar a noite junto na casa de um dos dois e pode resultar em casamento. Pode tornar-se uma coabitação substituta do casamento, uma coabitação pré-marital, ou dissolver-se caso o relacionamento fracasse.

Coabitação pré-marital

Uma coabitação pré-marital ocorre quando um casal decide se casar, mas deseja um período de teste de casamento. Esses casais costumam acreditar que esse tipo de coabitação lhes dá a oportunidade de experimentar a vida de casados para determinar se o estilo de vida é o certo para eles. Pode resultar em um casamento ou dissolver-se caso os dois descubram que não estão prontos para se casar um com o outro. A coabitação pré-marital envolve muitas das pressões e responsabilidades do casamento, como fidelidade e expectativas maritais.

Coabitação substituta do casamento

A coabitação substituta do casamento envolve um acordo entre duas pessoas de viverem juntas como se já fossem casadas, sem uma cerimônia legal. Durante o curso da vida juntos, as responsabilidades e expectativas que são particulares do seu relacionamento vão se desenvolver. Pessoas que já foram casadas têm mais propensão a preferir essa forma de coabitação como uma alternativa ao casamento, principalmente quando o casamento anterior terminou dolorosamente.

Coabitação sem alternativa

A coabitação sem alternativa envolve casais que não têm a permissão legal para se casar, como os casais gays, na maioria dos estados nos Estados Unidos. Essa forma de coabitação difere da substituta do casamento porque a opção de se casar não está disponível. Os casais gays podem formalizar esse tipo de coabitação de relacionamento de longo prazo como uma união necessária na ausência de um casamento legal.

Coabitação conveniente

A coabitação conveniente ocorre quando um casal escolhe viver junto como uma alternativa necessária à viver separadamente. Ela é especialmente comum em comunidades mais pobres, em que casais vivem juntos como um meio de compartilhar as despesas do custo de vida. Nesse tipo de coabitação, o relacionamento romântico desenvolve-se pelo contato estreito do casal. As duas pessoas não têm a intenção de começar um relacionamento romântico quando concordam em morar juntas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível