Tipos de doenças causadas por ingestão de água suja

Escrito por james green | Traduzido por jessica rocha
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de doenças causadas por ingestão de água suja
Doenças transmitidas pela água são normalmente causados ​​por más condições de saneamento público (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Um dos principais objetivos da United Nation's Millennium Goals é melhorar a saúde de crianças no mundo subdesenvolvido. A principal barreira contra isso são as doenças transmitidas pela água, o que pode ser resultado da falta de saneamento. Algumas das doenças mais comuns causadas pela ingestão de água suja incluem cólera, febre tifóide, dracunculose e arsenicose.

Outras pessoas estão lendo

Cólera

A cólera é causada pela ingestão de água contendo a bactéria Vibrio cholerae. Sendo uma infecção intestinal aguda, ela causa diarreia pesada, que por sua vez conduz a uma desidratação grave. Ela também pode ser acompanhada por vômitos. Se não for tratada, a desidratação pode levar à morte. Cerca de 20 por cento dos pacientes com cólera desenvolvem a diarreia e têm como consequência a desidratação grave, enquanto 80 a 90 por cento desenvolvem apenas casos moderados de diarreia, o que é difícil distinguir de outros fatores que causam a diarreia. Por isso, e devido à cólera poder ser transmitida através de matéria fecal, torna-se difícil conter surtos da doença em áreas de saneamento pobre. A doença foi relatada na maioria dos países subdesenvolvidos com tais padrões sanitários.

Febre tifoide

Tal como a cólera, a febre tifoide é uma doença bacteriana. Ela é causada pela bactéria Salmonella typhi, que está presente na água contaminada com fezes ou urina de pessoas infectadas. Após um período de incubação de uma a três semanas, os indivíduos infectados desenvolvem sintomas como febre, dores de cabeça, diarreia, aumento do baço e do fígado e manchas de cor avermelhada no peito. Os sintomas podem variar de leve a grave e os indivíduos tornam-se portadores após a manifestação aguda da doença. Embora ela tenha sido tradicionalmente tratada com antibióticos, a doença está tornando-se resistente a muitos desses tratamentos. Estima-se que 12 milhões de pessoas contraiam a doença em todo o mundo a cada ano.

Doença larvar da Guiné

A doença larvar da Guiné, também conhecida como dracunculose, é contraída ao beber água contendo a Dracunculus larvae, um jovem verme da Guiné. A doença está confinada na África, especificamente nas áreas rurais de Gana, Mali, Etiópia e Sudão. Sua prevalência tem diminuído consideravelmente nos últimos anos, passando de 3,5 milhões em 1986 para 3.190 em 2009, segundo a Organização Mundial da Saúde. A dracunculose provoca dor intensa e limitadora, que pode durar meses.

Arsenicose

Esta doença é provocada pela água potável contaminada com arsênio durante longos períodos de cinco a 20 anos. Os sintomas incluem lesões endurecidas na pele. Tais sintomas podem expandir-se e incluir a diabetes, desordens reprodutivas e câncer de pele, de vasos sanguíneos, bexiga, pulmão e de rim. A água de fontes naturais, tais como em rios, lagos ou poços, pode conter elevados níveis de arsênico. O problema é especialmente grave em Bangladesh, onde estima-se que cerca de 77 milhões de pessoas da população do país correm o risco de beber água contaminada com arsênico. Há pouco a se fazer em relação ao tratamento da doença, apenas intervenções.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível