Tipos de fungos em gramado de Zoysias

Escrito por tonya yirka | Traduzido por mariana munhoz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de fungos em gramado de Zoysias
A zoysia é densa e espalha-se rapidamente (lawn,grass image by Greg Pickens from Fotolia.com)

A zoysia, uma grama baixa para gramados proveniente do sudeste da Ásia e da Nova Zelândia, usada predominantemente em regiões quentes e secas, torna-se suscetível a doenças causadas por fungos quando o tempo fica úmido, quente e molhado por períodos prolongados de tempo. Muitos desses estorvos não respondem à fungicidas comuns e requerem tratamentos como drenagem do solo, aeração, controle de palha, seleção cuidadosa de cultivares resistentes a doenças e técnicas especiais de corte.

Outras pessoas estão lendo

Sclerotinia homoecarpa (dollar spot)

A Sclerotinia homeocarpa (chamada também de Dollar Spot — pontos de dólar — por causa de sua aparência prateada e com o formato de uma moeda de um dólar) aparece de diferentes maneiras, dependendo da maneira como você corta sua grama. Em gramados mantidos curtos, a doença aparece como manchas redondas distintas, cor de palha, enquanto em gramados altos a área afetada parece estar desbotada. Durante o orvalho da manhã, uma teia branca aparece na área e, quando a condição se torna severa, as manchas se juntam e formam uma área marrom grande.

Rhizoctonia solani (remendo marrom)

O Rhizoctonia solani aparece como áreas fundas marrom ou marrom-avermelhadas nas folhas. Durante períodos molhados, as folhas ficam cobertas com uma teia de ferrugem que lembra uma linha de costura. Essa infestação ocorre quando alguém incorpora solo ou plantas infectadas no gramado existente e, sem o controle apropriado, o Rhizoctonia solani pode ficar na grama por muito tempo.

Helminthosporium (bipolaris)

Comumente chamado de pontinhos na folha, o Helminthosporium, que é um alérgeno e uma toxina, produz esporos grandes que apresentam um risco para a saúde. As lesões roxas e marrom aparecem nas lâminas da grama, o que resulta em grandes machas roxas e marrom no gramado. Conforme a condição piora, as pontas da lâminas se tornam marrom claro, secam e morrem.

Blumeria graminis (Oídio)

Em condições frias e molhadas, uma poeira de bolor esbranquiçado se forma no topo das folhas da grama. Se deixado sem controle, as folhas amarelam e morrem.

Laetisaria fuciformis (Linha Vermelha)

O Laetisaria fuciformis aparece primeiro como partes danificadas de 5 a 60 cm com coloração de rosada à marrom clara que se desenvolvem em massas gelatinosas brancas, amarelas ou cinzas, formando-se em emaranhados de grama quando molhada e tornando-se um pó quando seca. Essa condição, que ocorre quando o solo sofre uma deficiência de nitrogênio e o tempo se mantém quente e úmido por um longo período de tempo, enfraquece a grama. Se deixada sem tratamento, as folhas murcham da ponta para baixo, permitindo que outras doenças se desenvolvam.

Bolor limoso

Os bolores limosos vêm do Didymium, Physarium, Fuligo, Mucilago e outras espécies de fungos, causando um limo de coloração cinza à branca sobre a grama. A área afetada se espalha até 30 cm de diâmetro e vai de cinza claro a uma tonalidade roxa, produzindo minúsculos frutinhos de fungos laranjas, cinzas, pretos ou marrom-avermelhados. Esse limo também sai facilmente.

Ferrugem (Uromyces spp. and Puccinia spp.)

Pó de esporos marrom-avermelhados, que saem facilmente quando tocados, e que vão de marrom à preto, fazendo com que a grama afine, fique amarela e, por fim, morra.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível