×
Loading ...

Tipos de governos dos países africanos

Atualizado em 23 março, 2017

Após séculos de dominação, guerras civis e governos de transição, as nações da África se dividiram em vários tipos de governo. O CIA World Factbook, site da CIA, contém informações sobre as sociedades, economias e governos de todos os países do mundo, incluindo os do continente africano. Muitos países da África se tornaram repúblicas independentes, com níveis variáveis de autoritarismo por parte de sues governos. Alguns países possuem outras formas de governo, como, por exemplo, a monarquia. No entanto, alguns outros ainda estão com governos de transição, após anos de guerra civil.

Várias formas de governo, incluindo as repúblicas, regem os países africanos (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Repúblicas

De acordo com o site CIA World Factbook, mais de dois terços dos países africanos são repúblicas. Nesta forma de governo as pessoas elegem seus representantes através do voto. As características das repúblicas são variáveis nos países africanos, assim como o nível de autoritarismo. Em alguns países existe somente um partido político ou líder que domina o aparelho do Estado. Em outras culturas, no entanto, como Angola e Camarões, existem vários partidos políticos competindo nas eleições, a fim de ganhar o controle dos poderes legislativo e executivo do governo.

Loading...
Repúblicas (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Monarquias

Muitos países da África são monarquias, na qual um rei ou rainha hereditário age como chefe de estado. Neste sistema de governo, o monarca pode ter pode absoluto ou limitado por uma constituição, ou seja, uma monarquia constitucional. No continente africano, são monarquias o Lesoto, Marrocos e a Suazilândia, sendo os dois primeiros monarquias constitucionais.

Monarquias (Spencer Platt/Getty Images News/Getty Images)

Governos de transição

As guerras civis entre os grupos rebeldes do oeste da África, lugar conhecido como "Chifre da África", resultaram em nações com governos de transição. A Eritreia, uma região autônoma que se separou da Etiópia no início da década de 90, possui um governo de transição. Já a Somália tem sido governada por um fraco governo de transição desde que o ditador militar Mohammed Siad Barre foi deposto, em 1991. Desde então, as facções rebeldes continuam em conflito, e este governo tem pouco ou nenhum controle sobre o país.

Governos de transição (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

Outras formas

O CIA World Factbook também fala de outras formas de governo presentes nos países da África, como uma junta militar governando o país (a Mauritânia, no norte da África), uma democracia constitucional (Gana, Serra Leoa), democracia parlamentar (Zimbábue), e o "Jamahiriya" (do árabe, "um estado das massas"), que era a forma de governo da Líbia, embora o site da CIA ressalte que a Líbia é um Estado autoritário; desde a morte de Muamar Kadafi, em 2011, a Líbia se encontra em um governo de transição. Por fim, um território, a Saara Ocidental possui situação indefinida há mais de 30 anos, após anos de sob controle da Espanha. O Marrocos e grupos rebeldes querem o controle sobre este território.

Outras formas (Mario Tama/Getty Images News/Getty Images)
Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...